Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por que não sinto raiva de você?

Outra vez se repete esse sentimento dentro de mim desesperador, e logo eu que nasci com a benção da serenidade, logo eu que não fui abençoado com a benção da paciência tenho outra vez essa raiva descontrolada das coisas desse mundo que infelizmente não acontecem como eu gostaria, mas também, quem sou eu para definir o que é justo ou não? Eu acho que eu amo umas trinta pessoas nesse mundo, conheço e convivo com umas trezentas, mas amo só dez por cento delas, e você eu não acho, eu sei que eu te amo mais que todas juntas, um amor indivisível e inexplicável, incondicional e irremediável, que desde que começou não tem mais fim, e a certeza da infinidade desse sentimento por você se confirma todos os dias que acordo e me sinto te amando mais.
     Como todo casal, como em todo relacionamento o nosso neste fato que vou relatar agora  não se difere dos outros, brigamos, discutimos e às vezes nos esfarpamos com nossas palavras na hora da ira, por seja lá qual for o motivo porque isso também não é o fato por si só mais relevante, isso não me interessa, o interessante é que discutimos, nos acusamos e enfim, brigamos.Às vezes por motivos banais, outras vezes por coisas tão complexas e serias sobre a vida de nós dois, nossa  família, nossas manias, nossas picuinhas sem noção, nossos gostos... Como podemos estar juntos a tanto tempo se eu gosto de azul e você prefere o verde? Eu falo tão alto e você tão serenamente, eu adoro cantar e ouvir musicas enquanto você prefere o silêncio, detesto filmes de terror enquanto você não perde uma estréia, eu fã do coldplay e você com seus cds chatos...  Mas para não sustentar a teoria de que opostos se atraem preciso revelar também as coisas que adoramos compartilhar, como fazer uma viagem para perto ou longe, amantes de um domingo de chuva para se jogar nos edredons, lasanha para matar a fome e deitar abraçado enquanto faz carinho um no outro.
     É temos pontos de igualdade e extremos que não se tocam, e entre um e outro no meio está o nosso amor, e por termos pontos extremos às vezes entramos e atrito e discutimos como eu já disse por coisas bobas e às vezes coisas importantes, por que? Porque relacionamentos são assim... Se nossas brigas não nos diferem dos demais casais o que me faz feliz é saber que nosso amor é único, temos o nosso jeito de amar e sei que ele é o mais lindo do mundo exatamente nessas horas em que brigo com você, porque quero gritar com você, quero te reprimir e te xingar, e às vezes até o faço, mas a raiva não consigo ter de você, por pior que seje nossa discussão não consigo te odiar, ate hoje foi assim, não consigo se quer te repugnar ou sentir um pouco de raiva de você, porque na hora da nossa raiva ela é pra mim um problema meu e seu e não um defeito fixo em você, posso brigar  e ficar vermelho de raiva, mas não deixo de lembrar até na hora da raiva que é você que eu amo, e quando brigo ainda assim olha pra você e te amo, te desejo, quero que tudo acabe rápido para poder te beijar, quero que tudo passe para poder te abraçar dinovo, e isso sim é o nosso diferencial, é isso nosso maior bem, é isso o que nos faz feliz, esse amor tão imenso que não dura apenas nos bons momentos mas. Nos ruins me faz te amar também, porque amor de verdade não dura em frações, mas sim na infinidade de cada segundo.
Thiago Paiva Moreira
Enviado por Thiago Paiva Moreira em 06/12/2007
Código do texto: T767065

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Paiva Moreira
Betim - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
84 textos (23224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:24)
Thiago Paiva Moreira