Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAZ AOS DE BOA VONTADE

Esta Carta aqui tem uma proposta explícita.

Amigas e amigos: vamos usar da Boa Vontade para trilharmos o caminho da Paz?

Uma frase forte ressoa sobre todos os continentes, ademais no momento natalino: “Glória a Deus nas Alturas e Paz na Terra aos humanos de Boa Vontade”. Ah! Como é bela a expressão! Em Lucas 2, 14, o Anjo do Senhor  (malak Yhwh) pronuncia Glória, Luz e Alegria. A Glória Luminosa, a Alegria na Paz, pela presença de Deus entre os humanos. Como é lindo ouvir isso, não é mesmo?  Vamos repetir para nós mesmos: “Glória a Deus nas Alturas [S. Clemente Romano, um dos Pais da Reunião com Deus, através de Jesus, já nos dizia sobre a Glória de Deus, afirmando que ela, a Glória de Deus, é a vida do ser humano] e Paz na Terra aos humanos [quais mesmos?] de Boa Vontade [aqui está explícito para quem é a Paz]”. Ó! Quão bom é sentir isso. A aspiração [e todos temos, não é mesmo?] de viver os Céus na Terra. E a mensagem coloca que isso é simples, basta ter Boa Vontade [estes serão favorecidos, os de Boa Vontade].
Mas como é mesmo?

FAVORECIDOS
Os favorecidos são os que são receptivos à mensagem. O sinal é oferecido, e o sinal tem um título: Senhor.
A mensagem é para os que são benevolentes, consigo e com os outros, na humanidade que se alia ao divino. Numa Aliança em que o humano se coloca receptivo a Deus.
Logo dirige-se aos que se permitem inspirar por Deus. A Boa Vontade humana, assim, é uma iniciativa de Deus, acolhida pelo humano, através de seus atos.
Isso nos remete ao Salmo 29, entre outros textos, que trata acerca do Poder e da Glória do Senhor, onde se reafirma que o Senhor é Magnífico e Potente, e que por isso em seu Templo há um grito unânime: “Glória, porque Ele abençoa com a Paz”. Lindo isso não?
Mas como é que é?

BOA (BOM/ BEM) [INTENSIDADE NA AÇÃO]
A Boa , de Bom, é a Vontade que tem as qualidades que convêm à sua natureza ou destinação, com os requisitos necessários para isso.
Desse modo, a Boa [Vontade] é inerente ao conveniente, que seja favorável, propícia, forte e segura, demandando “intensidade na ação”.
O que? “Intensidade na ação”. Mas não é singela e bela na expressão? A Paz dos Céus, na Terra, aos humanos de Boa Vontade. Não é isso mesmo? É! Porém está implícita a Boa, antes da Vontade.
Isso quer dizer, então, que necessitamos de uma conduta específica, clara, que deve ser consonante com a consciência de ideal humano, acerca do que é necessário e proveitoso. Precisamos estar aptos à satisfação sim, mas está implícita a maneira conveniente: deve ser segundo a consciência do ideal humano.

PAZ: UNIÃO COM A ALMA
A partir de Pico della Mirandola (renascentista), sabemos que adquirimos nosso domínio e equilíbrio, realizando a perfeita paz, na união com o ilimitado poder de nossa alma; alma que de Deus, por isso eterna. Isso se dá aprendendo a empregar aquilo que a Natureza (criação divina) já implantou em nós. E, mais, que a vida é sempre crescente e mais abundante. Assim, a maior coisa que podemos fazer é viver, não apenas existir, viver na consciência da vida real, produzindo resultados notáveis, porque assim estaremos de acordo com a nossa natureza, como uma semente plantada em solo rico, se multiplicando extraordinariamente. Assim estaremos no caminho da Paz, porque a Vida é um Eterno Presente. Estamos cheios de esperanças de melhores dias, de mais oportunidades, para a realização de nossos sonhos. Sonhamos sempre. Precisamos entregarmo-nos aos momentos, para que sejam vividos na sua intensidade. Para vivermos. Há que se ter o propósito de viver e não apenas existir. Isso está claro a partir de Pico della Mirandola e de outros renascentistas. Se estivermos revestidos de sinceridade e disposição dedicada, uma grande porta se abre para ingressarmos nesse caminho, onde há o despertar das faculdades latentes, que abrem a mente a percepções, que nos fazem avançar na capacidade de saber e querer manifestar a ação construtiva, persistente. Buscando transformação e crescimento graduais. É necessária confiança  no futuro, desde uma alegria interior, que pode até estar latente e deva ser redespertada, e que assim, é uma Força interna que promove o suplantar de obstáculos, para sentir-se a Paz verdadeira, através da Vontade.
Através da Vontade? Vontade é o quê mesmo?

VONTADE: O PROPÓSITO ÉTICO PARA SER BOA
Essa faculdade humana, de livremente praticar ou deixar de praticar certos atos, em que se requer firmeza ética, determinação mesmo, deve ser uma livre disposição para deliberar e agir por si mesmo.
Juridicamente, nos dizem os amigos mais intensamente dessa área, na vontade expressa, o autor de um ato tem a faculdade de praticá-lo livremente e determinar, a seu arbítrio, o conteúdo e os efeitos.
A Vontade é manifestação das intenções formuladas por um ser humano. É o princípio da ação em geral.
Destarte, os poderes originários da alma, se combinam em conjunto para produzir as manifestações do ser humano.
Porém, é necessário destacar que o íntimo do ser humano, se dedicado [lembramos da Aliança com o Senhor] ao que é em si, resulta fazer o bom e útil. Isso seria a Vontade manifesta, humanamente. O bom e o útil.
A apetência das coisas dependem de nós, diz Fichte, no cumprir o passo de determinação da consciência.
A Boa Vontade, conforme Kant, é agir no sentido de otimizar o mundo, a partir de nós próprios.
Diderot exorta que a Boa Vontade é aquilo que o ser humano deve exigir de si e dos outros.
Desde Agostinho, sabemos que os atos são determinados pela Vontade e que as afeições são todas as percepções ou conhecimentos que se encontram em nós mesmos, que estão em nossa alma desde sempre, e que, portanto, recebe de coisas representadas por nós e pelos outros.
A Vontade está implícita nas consequências, porque é causa delas, nos fala Dewey.
E, finalmente aqui, Heidegger nos ensina que a cura vem da Vontade, porque a cura é a manifestação fundamental da existência do ser humano no mundo, que consiste precisamente em curar-se das coisas e curar-se dos outros.

Então, está combinado, heim amigas e amigos: nada de enfiar a cabeça na terra para esconder-se dos problemas [só tem problemas quem vive, não é mesmo?], mas, antes, para se viver é necessário encarar os problemas, buscar soluções, principalmente através do diálogo, isso é usar a Boa Vontade. Assim podemos estar no caminho da Paz na Terra, pela Glória de Deus nas Alturas.



________

(Copyright © 2006 A.José C.Coelho. Todos os direitos reservados.)
Joseph Shafan
Enviado por Joseph Shafan em 09/01/2006
Reeditado em 09/01/2006
Código do texto: T96279
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joseph Shafan
São Sebastião - São Paulo - Brasil, 63 anos
773 textos (98817 leituras)
25 e-livros (10469 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:52)
Joseph Shafan