Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COM A POESIA ABAIXO QUERO ABRIR UMA CIRANDA PELA PAZ NO MUNDO, ESPERANDO A PARTICIPAÇÃO DE TODOS OS RECANTISTAS QUE TENHAM ALGO A DIZER, UM GRITO NA GARGANTA, UM PENSAMENTO, UM SENTIMENTO, UMA VONTADE PELA PAZ!
VENHAM GRITAR COMIGO, QUE NOSSA POESIA SEJA O NOSSO GRITO, VISTO QUE JÁ É A NOSSA VOZ!

EDVALDO ROSA

------------------------------------------------------------------------------

Paz!
HerLânder Lobão

Se tanta paz é tanto anunciada
Se tanto fala o mundo pela paz
Porque existe tanta guerra declarada
Se é miséria que essa guerra traz

Paz na boca dos gananciosos
É nome de quero, posso e mando
Arrasta para a morte o vil desmando
Tantas mulheres, crianças e idosos

E a Paz é não ter o que comer
E a Paz é uma criança a morrer
E a Paz é um doer no coração

Se a Paz é esbanjar tanto dinheiro
Se a Paz é cobiçar o bem alheio
Mude-se o nome para escravidão!

HerLânder Lobão

Grito pela paz no mundo!


A poesia é a nossa voz,
é o grito que rompe de nossas gargantas,
não nos calemos pois
enquanto vemos e falamos do que nos encanta
existem almas que não tem chance
de se manifestar como nós!
O mundo é mais do que o que temos
dentro de nossas cercas...
Outros filhos existem alêm dos nossos,
outros corações sofrem sós!
Levantemos a nossa voz
em unisono brado:
Soldados soltem as armas
que ceifam os nossos legados...
Governantes, olhem alêm de seus umbigos,
morrem na tua frente, irmãos, parentes, amigos...
Dá-lhe a paz!
Mas o façam enquanto vivos,
mortos já não precisam mais!
Irmãos venham comigo,
o mundo precisa de nós!
Gritemos pela paz no mundo,
antes que a tormenta arranque a vida de nós!


Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET

A GRANDE PAZ

Mário Osny Rosa

Um dia dedicado à paz
Tanto outros a guerra.
Tudo em muitas terras
Nesse mundo incapaz.

Mata-se até por amor
Essa guerra é um furor.
Tudo com um desamor
Ninguém já é a favor.

Que seja esse congresso
O novo início de uma paz
Que confirme se for capaz.

Que do arco do triunfo
Venha iluminar o mundo
Com uma paz perene.

São José/SC, 23 de agosto de 2.006.
morja@intergate.com.br
www.mario.poetasadvogados.com.br 


Oração pela paz

Só consigo a Deus rogar
pela paz do mundo inteiro,
fazendo o dever primeiro
de, esta causa, abraçar.

Não podemos nos calar
ante tanta violência,
ceifando a santa inocência
duma criança sem lar.

E ter coragem de dizer,
rever, agir, refazer.
Envidar todos esforços.

Para que os povos vivam,
confraternizem e convivam,
na paz, sem sentir remorsos.

Moita 
Edmilsom Lopes recebida por email

------------------------------------------------------------------------------

Minha contuição para sua corrente da PAZ: 


Médio oriente 


Junto-me ao grito surdo

Mudo,

Sento e choro

Solo,

Sem voz, mas com vós

Num dueto de gueto

Obsoleto

PaZmen... 

Chiko Kuneski

------------------------------------------------------------------------------

PAZ D`ALMA

Wilson de Oliveira Carvalho

REUNIREI EM UMA DAS SALAS DA VIDA
OS JARDINS DAS ESPERANÇAS
A ALEGRIA ESTARÁ PRESENTE
A FELICIDADE NÃO SERÁ AUSENTE

A PRESIDÊNCIA ESTARÁ SOB A DIREÇÃO DA COMPREENSÃO
SECRETARIADA PELO PERFUMES DAS FLORES
NÃO SERÁ TOLERADO AMORES DESTRUÍDOS
MUITO MENOS DE ANSEIOS ILUDIDOS

O TEMA A SER DESENVOLVIDO
COM ARDOR INCONTIDO,
SERÁ A BELEZA DA PAZ
O GOZAR DE TUDO O QUE ELA NOS TRAZ

OCORRERÁ MUITOS SORRISOS
LÁGRIMAS? NÃO SEI!
SEJA COMO FOR
POR CERTO HAVERÁ MUITO AMOR

ASSIM, TUDO SE COMPLETARÁ
A TRISTEZA ALI NÃO TERÁ LUGAR,
SOMENTE O AGORA REINARÁ,
O VIVER NA PAZ, ASSIM SERÁ

------------------------------------------------------------------------------
Aqui está minha contribuição: 

A paz nasce primeiro na alma, 
e se espalha pelos corações bondosos; 
quem não tem paz dentro de si, 
não pode promover a paz pelos outros. 

Enviado por Glória Cunha em 02/09/2006 20:54
para o texto"CIRANDA: PELA PAZ NO MUNDO - CONVOCAÇÃO AOS RECANTISTAS ATUALIZAÇÃO" 

------------------------------------------------------------------------------
PAZ

(Marici Bross)



Na branca cor ausente

Na pureza do ser

Nossa paz, tão sonhada



A paz no mundo

A paz no coração

A paz da vida

A paz do amor



Paz! Paz!

Deus meu

Como a ela, chegar!!



Deus de amor

Deus de Paz

Sua luz que nos envolve

Nesta Paz

De muito amor.

www.maricibross.com 

-----------------------------------------------------------------------------

POR UM MOMENTO DE PAZ



Mário Osny Rosa



Por uma PAZ propalada

Numa busca insensata.

Que todo mundo relata

Desde o seu nascimento.



PAZ na terra foi pregada

Aos homens de boa vontade.

Mas, esses homens querem.

Guerras e mais guerras.



No tempo que aqui passou

Só a PAZ ele pregou.

A todos sempre falou

Mas, o mundo não escutou.



Continuam as guerras

E a PAZ fica na era.

Por toda essa terra

Que pela PAZ espera.



São José/SC, 29 de setembro de 2006

morja@interagte.com.br

www.mario.poetasadvogados.com.br 

---------------------------------------------------------------------------

CONSTRUÇÃO

Farta de concordância
desato o verbo e
exijo a construção
das crianças
com a argamassa
do sonho e do riso.
Refaçam-se as metáforas
povoem os livros de flores
e enxotem as palavras
de ordem.
Acabem com os sujeitos ocultos
da guerra e seus objetos mortíferos.
Ressuscitem a alma das crianças
para chorar as crianças mortas
enfim inatingíveis por obuses
e pelos absurdos cruéis dos
monstros carnívoros,
senhores das armaduras,
das frases duras.
Procurem outros tempos
em que os verbos se conjugavam
no presente e no futuro,
traduzindo-se em esperança.
Apaguem as orações radicais
e em seu lugar deponham as armas.
Destruam as onomatopéias malignas
das balas tracejando em corpos
infantis e colorindo de vermelho
a infância e a juventude.
Desmontem os mísseis,
trocando-o por cartas de amor,
de amizade, de perdão.
Acendam a luz nos olhos
dos velhos, cansados de
procurar a mensagem
dos deuses em sangue e lágrimas.
Basta de antônimos,
queremos igualdade de termos
queremos construir juntos,
os versos livres,
os versos brancos da
PAZ! 

Saramar Mendes

-----------------------------------------------------------------------------

Viva....Vida !

Ouço os sinos a badalarem
O som do entardecer
No socorro da noite infinita
Planejo meu amanhecer

Vejo as crianças brincarem
Felizes ao encontro do vento
E esqueço da vida aflita
No tempo em que fui sofrimento

Sorrio para o sol reluzente
Que inunda meu ser de calor
E agradeço a vida que insiste
em fazer de meu mundo amor

Vou cantar uma linda canção
Que fale de fé, de esperança e de vida
Vou dançar a ciranda do amor
Nossas mãos estarão sempre unidas

Em busca da paz que se esquece da gente
Em busca da alma outrora perdida
E o vento trará novamente
A alegria há tempo esquecida

Charlyane Mirielle

http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=189455
















Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 31/08/2006
Reeditado em 17/10/2006
Código do texto: T229796
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173684 leituras)
23 áudios (10645 audições)
35 e-livros (8977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:34)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor