Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

Poema I

 

Ressureição

       
De Edson Gonçalves Ferreira
        para os Amigos do Recanto e
        leitores e leitoras


Não sou Madalena
Sei, porém, do esplendor Dele
A alvorada inesquecível
O cheiro de sândalo nos jardins
Tão espetacular a possibilidade...
Tenho certeza de que não morremos
Apenas dormimos com alma acordada
Nos braços Dele e Dela
Sobre um jardim incomensurável
No espaço além do compasso
Que o nosso corpo físico traça.

 

Divinópolis, 15.03.08

 

 

***

 
Esta é uma corrente de Páscoa, venha participar desta brilhante idéia do poeta Edson Gonçalves Ferreira.
Escreva seu texto sobre o tema e depois repasse para outro poeta, assim a corrente prosseguirá.

 

Poema II

 

“ELE VIVE!”

 

(Hull de La Fuente)

 

“Ele não está aqui, porque já ressuscitou”.

Até hoje estas palavras soam bem

Aos meus ouvidos.

O meu Jesus tão querido

Não está pregado à cruz.

Quando o anjo disse às mulheres

Vinde e vede o lugar onde o Senhor jazia.

Eu imagino a alegria

De Madalena e Maria.

Lá do alto um som se ouvia

Eram anjos em cantoria,

E em aramaico diziam:

Ressurreto é o Senhor!

***

Poema III

Páscoa, Um grito de Liberdade!

(Milla Pereira)

Páscoa, amor e ressurreição
Um grito de Liberdade e Luz!
Apaga-se o ódio no coração
Que nele reina o amor de Jesus!

Ressurge o toque de esperança
Na alma dos pobres pecadores
Da regeneração, a aliança,
Olvidam as suas próprias dores!

Reis e humildes, reunidos, 
Oram, com fé, em comunhão.
Que o Mestre, já os há remido
Por sua bondade e perdão!

***

Poema IV

Páscoa dos Poetas

(Flor Enigmática)

P áscoa nova luz
A qui se reunem poetas-escritores
S omos levados a total emoção
C om motivos da ressurreição
O dia de hoje presente os amores, as flores
A o redor de Jesus!!!

***

Poema V

Bonança

(Mário Roberto Guimarães)

Há tanto pecado no mundo,
Que, por vezes, a esperança
Se desfaz, nos corações
Dos que vivem sem alento
Mas a fé é um portento,
A promover remissões
E trazer sempre bonança
Ao universo moribundo.

Em seu exemplo de amor,
Que o Pai lhe deu por legado,
Jesus Cristo carregou,
Por sua imensa clemência,
Os erros da existência
De todo aquele que pecou.
Foi por Deus determinado 
Nosso Senhor e Salvador.

***

Poema VI

Penso assim

(Meriam Lazaro)

A ressurreição simboliza
Que não mais precisamos
De um Salvador, mas sim
De um amigo mais sábio.

***

Poema VII

Fêz-se a Luz

(Jacó Filho)

Quando Cristo ressuscitado se fez Luz,
Uniu a terra ao céu, cruzando a dialética...
Nesse ponto, é onde o pensar nos conduz,
E o vivenciar faz toda a diferença ética,
O corpo com os braços dessa nova à cruz,
Representa Deus, sua criação poética,
Do homem salvo com o sangue de Jesus...

***

Poema VIII

Ressurreição II

(Maristela)

Lembro-me desse tempo com gratidão.
Sem fé, impossível agradar a Deus,
Daquele dia de vossa ressurreição!
Morrestes pelos pecados meus.


***

Poema IX

Páscoa moderna

(Pedrinho Goltara)

Lembrança do Salvador
Que numa cruz foi pregado
Morreu para salvar a todos 
Perdoando-os de todo pecado.

A Páscoa é a ressurreição
Do filho do Onipotente
Isso é o que deveria pensar
A maioria dessa gente.

Infelizmente, hoje em dia,
A Páscoa é muito lembrada
Não pelo sacrifício de Cristo,
Mas pelos ovos, pra molecada.

***

Poema X

Renovação

(Antoni Bigcuore)

ELE RESSUSCITA TODOS OS DIAS NOS CORAÇÕES E MENTES HUMILDES E ACOLHEDORAS!!!
 
***

Poema XI

CRISTO RESSUSCITOU, ALELUIA!!!

(Antoni Bigcuore)

 

ELE VEIO MENINO POBRE

NA TERRA DE BELÉM...

CRESCEU COMO UM SÁBIO, SEMPRE APRENDENDO O BEM

 

VEIO CUMPRIR A SUA MISSÃO

DE FILHO DE DEUS E NOSSO IRMÃO

CONTRARIOU INTERESSES POLÍTICOS

DOS OPORTUNISTAS DE ENTÃO...

 

MESMO MORRENDO NUM LENHO INFAME

DEIXOU EM PANE O MUNDO PAGÃO...

DEIXOU TAMBÉM A LUZ, QUE NOS CONDUZ

PARA O ALTO DA NOVA CRUZ!

 

NO TERCEIRO DIA RESSUSCITOU...

PARA DIZER AO MUNDO O QUANTO O AMOU...

DEIXOU SEU LEGADO DE PAZ, AMOR E FRATERNIDADE

E SEM VAIDADE, SEU NOME FICOU...

 

PARA SEMPRE NA MENTE E CORAÇÃO DA HUMANIDADE!

DEIXANDO SAUDADES, VIVE ENTRE NÓS!!!

 

ALELUIA, CRISTO RESSCITOU, ALELUIA!!!

***

 

Poema XII

 

REFLEXÃO

 

(Taciana Valença)

 

O bom da Páscoa, é refletir

sobre os ensinamentos que deixou por aqui

em cada canto perceber sua voz

ele é tudo, cada um de nós

tantos olhares nos suplicam por amor

lembremos que de Cristo também é essa dor

olhemos ao nosso redor

ele nunca nos deixou só

ainda de perto espreita nossas atitudes

querendo com isso que tudo mude

depende só de nós

estarmos atentos para ouvir sua voz.

 

***

 

Poema XIII

 

Braços de Cristo

 

(Eva de Fátima Gomes de Oliveira)

 

 

Venham,

Eis que Ele surge,

Braços abertos

Cheio de luz,

Passemos todos

Por essa porta,

Que nos transporta

Ao Senhor Jesus.



***

Poema XIV

Ressurgiu

(HLuna)

Ressurgiu! Pura alegria! 
Corações cantam em festa 
a mais doce melodia. 
Eu me achego humildemente, 
e ofereço, simplesmente,
a minha flor mais modesta. 

*** 

Poema XV

Fêz-se a LUZ

(Naja)

Por nós, Jesus sofreu, morreu
Os pecados do mundo com ELE levou
Ao ressuscitar...fez-se a LUZ ,
Desse fato...parece que o mundo esqueceu!!

***

Poema XVI

Sônia Espiritual

(Sonia Ortega)
 
Eu que sou tão humana, tenho pecados tão vivos. Sinto Deus nos meus olhos. No meu corpo Sua sútil presença Ressuscitando meus sentidos, murmurando ao pé do ouvido. Páscoa é comunhão. Bebemos o vinho reunindo toda família, amigos, irmãos e vizinhos. Todos os dias, todos os momentos porque Deus está chamando. Porque o amor é urgente. Esse foi o recado de Cristo enquanto seu sangue escorria... Um toque divino. Pentecostes Pente-fino nas incertezas. Páscoa também é reflexão.

***

Poema XVII

Dia de Páscoa

(Teris Henrique Filho)


"A luz da lua acompanha as estrelas 
É mais um ano de se celebrar a vitória 
É o coração de todos nós mais abençoados Acarinhados com Jesus o Salvador! 
Dia de Páscoa, dia de renovação
Vem de Deus a paz que restaura nossa vida Ressucitou a verdade e a justiça
O perdão que nos leva à eternidade!"

***

Poema XVIII

Liberdade na cruz

(Airam Ribeiro)

Conforme o combinado
Jesus na terra nasceu
Para salvar nós os coitados
Que do Criador se esqueceu
Nasceu não numa cidade
Para mostrar que a humildade
No orgulho sempre venceu.

Ao lado de animais
Nas palhas da estrebaria
Ao lado de José e Maria
Estavam ali os seus pais
No céu a estrela guia
Indicava a direção
Onde nascia o nosso irmão.

Por nós morreu numa cruz
Para salvar a humanidade
Sofreu as perversidades
O irmão maior Jesus
Deixou seus ensinamentos
Para a qualquer momento
Que a gente quiser ter a luz.

E então Ele ressuscitou
Logo no terceiro dia
Deixando-nos a alegria
Subindo como vencedor
Numa enorme claridade
Deixando a liberdade
Para quem for seu seguidor.

***


Poema XIX

PÁSCOA DOS PÉS DESCALÇOS

(Mira Ira)
 

No chão frio com poeiras do tempo, há sempre pés descalços que pisam o chão. 
Há promessas de compromissos, há procura da verdade. Há suposições na tarde. Há gente comendo bobagem.
Cumprem-se promessas... Surgem novas 
mensagens. 
Alguém que aparece do silêncio, alguém que sente saudades; alguém que está de novo, com fome na bagagem. 
Todos são sempre bem vindos, desde que apareçam por bem. A comida é sempre farta; mas tem gente que não têm. 
Tem gente que passa horas, na fila por uma sardinha. Bacalhau é bicho raro, só na casa da vizinha. Vizinha não tem pé no chão, usa sapato brilhoso; bacalhau e chocolate, não derrama em qualquer estômago.
A vida é este eterno caminhar, descalço... Para muitos.


***

Poema XX

Ressurreição  II

(Silvia Regina Costa Lima)

Domingo. Levanto-me e, nesse momento, sinto algo esplendente:
de repente, toda a beleza desse dia toma-me o coração e a mente.
Ela é diferente esta manhã em que o Senhor, em amor, ressurgiu.
E o mundo inteiro sabe bem como foi - pois o mundo inteiro viu...
- Há, no ar, fraternidade e afeição, esperança e também renovação.
Em reverência, abaixo a cabeça e agradeço mais este ato de Compaixão!!



Hull de La Fuente
Enviado por Hull de La Fuente em 15/03/2008
Reeditado em 23/03/2008
Código do texto: T902758
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hull de La Fuente
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2546 textos (347585 leituras)
2 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/11/14 04:53)
Hull de La Fuente



Rádio Poética