Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EM BUSCA DO MILAGRE

      O fato aconteceu na década de 70, a cidade era Juazeiro, terra de Padre Cícero, onde muitas pessoas iam em busca de milagres. Duas famílias se destinam ao local, mas com intenções diferentes. Uma foi a turismo, a outra em busca do milagre que curaria um bebê de alguns meses de uma doença terrível.
      O curioso dessa história é que as duas famílias levavam um bebê. Um doente, para ser curado, e outro saudável. Os bebês se pareciam em demasia, uma família percebeu isso, entretanto a outra sequer chegou a visualizar o bebê doente e que era o retrato fiel de seu próprio bebê.
Na angústia, a mãe que foi em busca do milagre, pensou em ficar com as duas crianças e foi arquitetando o seu plano. Aproximou-se da família do bebê saudável e fez amizade, ganhando a confiança dos pais, da avó e do tio.  Informou que morava na mesma região que eles, que viajaram no mesmo trem e coisas do gênero, porém nem por um minuto falou o motivo de sua viagem ou que estava em companhia de outras pessoas.
       Passado um bom tempo, desistiu da idéia de ficar com os dois bebês, pensou em trocá-los, bastava mudar as roupas, afinal a semelhança era tão grande que poderia se dizer que eram gêmeas univitelinas. Conseguiu ficar com o bebê da outra família, nesse momento tinha os dois bebês, pediu a própria mãe, avó do bebê doente que trocasse as roupas das crianças, contudo a fé da velha senhora era tão imensa na cura da netinha e abismada com a semelhança, que ficou pensando se faria a troca ou não. Enquanto isso, a outra família estava perturbada em busca do seu bebê e a mulher toda feliz já estava no trem com o bebê no colo, nem se importando com a preocupação da outra família. Tinha os dois bebês consigo, um no seu próprio colo e outro distanciado para não chamar a atenção com a vovó.
        A família enlouquecida, sem o bebê, sai em busca da mulher entre os romeiros. Entra em trem, sai de trens e nada de encontrá-la. Passado o tempo desiste da procura, pois o trem no qual viajariam estava partindo, entraram nele e continuaram as buscas. Encontraram a criança dormindo no colo de uma mãe em estado pleno de felicidade que não queria devolvê-la, entretanto a outra mãe angustiada arrebata o bebê de seus braços, deixando-a em estado de desolação e profunda tristeza, mas seguiram a viagem. Uma das famílias nunca vira a outra a criança, nunca souberam de sua existência.
        Não sei se a troca se efetuou ou não, também não sei se o milagre aconteceu, espero que tenha acontecido e que um dia ainda nessa existência possa reencontrar essa outra família e esse bebê de outros tempos tão semelhante a mim.
Na verdade, desejo que o milagre tenha se realizado ou que o médico tenha errado no diagnóstico, e que esse bebe seja muito mais feliz do que sou hoje.
Soliana Meneses
Enviado por Soliana Meneses em 30/04/2006
Código do texto: T148129

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Soliana Meneses
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 43 anos
142 textos (9666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:05)
Soliana Meneses