Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coroas de Cristo


Os vincos nas costas doíam. As mãos não alcançavam o dorso. Sentia crescer, entre a pele e a carne, finas camadas de coágulos. O corpo curvou-se, os ossos estalaram. Ao encontrar o chão, descobriu Coroas de Cristo. Os espinhos avermelhados recolheram-se, deixando tesa e acinzentada a retina envelhecida. No outro lado da rua, as janelas fecharam-se, os vizinhos retornaram às suas tramas caseiras.
O inverno é apenas um dos quatro cantos do Tempo.
fernandorozano
Enviado por fernandorozano em 24/05/2006
Código do texto: T161860
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fernandorozano
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
15 textos (474 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:05)