Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Cachorro, Meu Amigo



Todo o dia pela manhã abria a porta e ela estava ali.
Sempre deitada e quando ouvia o barulho da porta se abrindo levantava seu pescoço e olhava quem havia aberto a porta.Com alegria balançava seu rabo e latia para seu dono.

Assim aconteceu com Pantera, Pretinha e Coceira.Estes eram seus nomes.
Uma por uma, cada uma em seu tempo.

As tardes eram alegres quando seu dono chegava em casa.Pulava, latia e corria de alegria.Era só ouvir o barulho do portão se abrindo e lá vinha o cão correndo para recebê-lo.

Nos finais de semana costumavam brincar no gramado do quintal acompanhado das crianças que gostavam da fulia que se fazia naquele momento.Uma hora era com a bola outra com um brinquedo qualquer, tudo para que a tarde fosse de alegria para todos.

Mas um dia essa alegria se acabou.
Cada uma a seu modo, cada uma no seu tempo.
Uma ficou doente e faleceu.Foi tudo muito rápido.Mal deu tempo de levar ao veterinário.
Outra  foi atropelada.Coitada tão nova, nem pode aproveitar tanto sua vida.
Outra desapareceu.Simplesmente sumiu.Ninguém a viu  ou soube contar o que aconteceu.

Hoje ficou apenas a lembrança dos momentos bons.
Os momentos de alegria compartilhados dessa doce amizade que jamais será esquecida, pois sei que da mesma forma que é com os seres humanos é com os animais.Cada um é do seu jeito.Ninguém é igual.





Aleluana
 

Aleluana
Enviado por Aleluana em 14/06/2006
Código do texto: T175449
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aleluana
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil, 34 anos
5 textos (642 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:06)
Aleluana