Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A despedida

Já eram três horas da tarde, Clarice ali sentada em frente ao telefone; esperava ansiosa que ele tocasse, mais já se passaram duas horas e meia que ela esperava; pois aquele toque iria transformar toda a dor que dilacerava o seu coração em uma alegria incomparável.
De repente ela escuta uma buzina de carro em frente ao seu portão, seu coração dispara parece até que vai sair pela boca, suas pernas estão tremulas, com sacrifício e parecendo uma eternidade ela chega ao portão.
Chegando lá ver toda a alegria ir embora e voltar a tristeza profunda, não era o Mario.
Nesse momento seu telefone toca, ela atende com voz ofegante:
- Alo!
- Alo, Clarice, sou eu. Estou ligando para te dizer que vou embora.
O silêncio entre os dois é quebrado apenas pela respiração de ambos. Ele volta a falar:
- Tudo que nós pensamos que poderíamos viver, jamais poderá acontecer nosso caminho é diferente. Quem sabe tivéssemos nos encontrado em outras épocas, agora não podemos mais, Adeus.
Clarice em estado de choque, não consegue dizer nenhuma palavra por menos que seja. Apenas lágrimas descem desordenadamente de seus olhos.
Ela desliga o telefone e como em um filme, começam a voltar em sua mente os momentos felizes que norteavam a sua vida.
O primeiro encontro, ou melhor, dizer desencontro, pois a sensação de repulsa se confundia com o desejo de conhecer melhor.
De repente seus caminhos se cruzam e desta vez os sentimentos de desejo mútuos os levam a passarem horas conversando, descobrindo as coisas em comum.
Ah, o primeiro beijo tão desejado e que não aconteceu tão rápido.
As noites passadas contemplando as estrelas e as longas caminhadas pelas areia da praia.Tudo passava em sua memória tão rápido, tinham sido momentos tão perfeitos que às vezes ela questionava se realmente estaria vivendo aquele amor.
E agora com os olhos inchados de tanto chorar começa a perceber que a história de amor perfeito foi apenas a ilusão de seu coração que ansiava por vive-la.
Mario também sofria, pois até conhecer Clarice todos os seus romances não passavam de uma aventura. Seu coração doía mais ele sabia que nunca poderia ficar com Clarice.
Maria Su
Enviado por Maria Su em 04/07/2005
Código do texto: T31038
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Su
Fortaleza - Ceará - Brasil
17 textos (1275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:20)