Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Confissões de uma mulher de fé ou Como vai essa dor?

- Vai mal, doutor, muito mal. Sabe que às vezes o peito se aperta tanto dentro da roupa que penso sumir dentro do sapato e o chão fica muito longe... Penso também que o tombo deve ser bem grande, né, doutor? Meus olhos também ficam bem miúdos e até escapam aquelas lágrimas fujonas, parece bem que escapam do coração da gente. Eu não queria não, doutor, sentir isso. É muito ruim, sabe? Parece que tudo fica sozinho aqui dentro e viro criança bem pequenina e dá vontade de deitar num colo e ganhar cafuné... Mas não dá não, doutor, já sou mesmo é mulher. Só o senhor, que não existe, é que pode ouvir essas minhas bobagens choronas...
luana vignon
Enviado por luana vignon em 06/10/2005
Código do texto: T57240
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
luana vignon
Araçatuba - São Paulo - Brasil, 35 anos
19 textos (1404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:11)
luana vignon