Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Do último beijo

 Quando a boca dela tocou o rosto dele, foi como se seu coração nunca tivesse pertencido a mais ninguém. Como se seu coração realmente não tivesse mais dono... E o pior é que tinha... O dono daquela boca carnuda, úmida, com sede de beijos que ela não sabia se podia saciar. E dava o máximo de si. Dava e recebia em troca os melhores beijos que sua boca poderia ter.

 Beijos! Beijos! Que beijos! Que beijos! Beijos que ela sempre quis desde que pode olhar nos olhos do dono daquela boca... Desde que pode ouvir a música que saía daquela boca. Desde que pode sentir aquelas mãos tocarem as suas... Desde que pode sentir aquele corpo encostado ao seu num abraço que só lhe fez encontrar aquela boca... Que boca!

 Mas que boca com mais sede de amor! Mas que boca que lhe pertencia mais que ao próprio dono...

 O dono dela – daquela boca – já não era mais ele. Era ela que tomou de conta da boca, do corpo, da alma, da vida... E eles eram sós. Porque não podiam mais ser dois...

23/11/2007
GeisyDias
Enviado por GeisyDias em 25/11/2007
Código do texto: T752401

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
GeisyDias
Teresina - Piauí - Brasil, 26 anos
12 textos (628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:29)
GeisyDias