Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VENTO

      Todo dia a cena se repetia, sentava em silêncio na beira do caminho e mirava o horizonte, sempre a espera do destino...
      Até que um dia o vento brejeiro soprou mais forte,e ouvindo o convite do vento,levantou-se vagarosamente e sem nada nas mãos seguiu olhando em frente...
      Não virou-se para trás
      Não deixou nada
      Nem saudades...
      Nem pegadas...,
pois conforme seguia o vento apagava suas marcas.
negalopedote
Enviado por negalopedote em 17/12/2005
Código do texto: T86954
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
negalopedote
Bituruna - Paraná - Brasil
118 textos (5468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 15:01)
negalopedote