Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LONGA VIAGEM

ALgum tempo atrás, numa madrugada, os pequenos ruídos audíveis em um hospital, começaram a perder a intensidade. As luzes perdiam aos poucos o brilho, como em um cinema, anunciando que o filme está prestes a começar. A escuridão se fez presente e o silêncio em sua plenitude passou a reinar, mostrando que um pequenino marca-passo não conseguia mais cadenciar as fracas pulsações daquele velho coração que acabara de parar. Assim o próprio tempo parou.
Seu mundo deixara de existir, o tempo continuava parado até que um ponto de luz apareceu no infinito das trevas. Numa velocidade incrível começou a se aproximar, crescendo assustadoramente até explodir, derramando um brilho indescritível, acabando com a escuridão. A luz voltou!
-- Meu Deus, o que está acontecendo? Jesus me ajude!
-- Tenha calma, está tudo bem. Agora você não corre nenhum perigo e eu estou aqui para lhe orientar. Lembra-se de mim?
-- Como poderia lhe esquecer? Vovô ! "Mio vechio nono", meu avô querido! Faz tempo que você não vem me visitar. Desta vez vamos tomar cuidado, vamos falar bem baixinho para que ninguém nos ouça, pois da última vez que você esteve aqui conversando comigo, minhas filhas ouviram e acharam que eu estava caducando, mas eu ainda estou muito bem.
--Não se preocupe, ninguém vai nos ouvir pois eu não vim lhe visitar, você é que veio para cá! -respondeu o velho com um leve sorriso irônico estampado em sua face.
-- O senhor quer dizer que.....quer dizer que eu....
-- Sim, minha neta. Você passou para o meu lado definitivamente. Você morreu mas a sua consciência permanece viva. 105 anos!!!Parece que você realmente gostou dessa viagem. Poucos souberam desfrutar dela como você, mas agora vamos! Você tem que continuar sua jornada, e eu sou seu orientador nestes seus primeiros passos nesta dimensão.
-- Que pândega! Não imaginava que fosse assim, mas acho que estou pronta. Acredito que primeiro terei que enfrentar meu julgamento. Estou tranquila! Sei que cometi alguns pecados, mas já os relatei em confissão Talvez eu tenha cometido alguma falta involuntária, como por exemplo não ter dado às minhas a atenção que elas esperavam. Posso ter cometido algumas faltas, mas nada de mais grave que algumas Ave-Marias possam possibilitar o perdão. Estou muito confiante, procurei sempre agir seguindo as......- sua fala foi interrompida pelo velho:
-- Aqui não existe julgamento como a maioria pensa. Se você fez algo errado, só a sua consciência poderá lhe absolver. Não devemos guardar mágoas pelas ofensas que sofremos, pois as mesmas só causarão males ainda maiores. Deixe o problema para aquele que lhe ofendeu. Mais cedo ou mais tarde, nesta ou em utra qualquer dimensão a consciência irá puni-lo. Agora pare de tagarelar, não diga nenhuma palavra e apenas sorria. Afinal você está iniciando uma nova vida!
Os dois caminharam em direção ao foco da luz intensa, desapareceram e tudo voltou a ser como antes, assim como no cimena, quando o filme chega ao seu final.
Hoje ninguém sabe de Rafaela. Se ela encontrou outros ancestrais e entes queridos, se ela está nesta ou em outra dimensão. Só nos resta uma certeza: Ela continua viva, muito viva, morando em nossos corações.
Mário Mercadante
Enviado por Mário Mercadante em 27/02/2006
Código do texto: T116876
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Mercadante
Pirapora do Bom Jesus - São Paulo - Brasil, 75 anos
7 textos (643 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:02)
Mário Mercadante