Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Reencontro

O Reencontro

  Caminho em direção ao meu destino. Estou descalça e posso sentir a água gelada sob os pés. O barulho das ondas tranqüiliza a alma.

  É noite, o céu está limpo e iluminado pela lua prateada, juntamente com várias estrelas. A brisa toca de forma leve minha pele e meus cabelos. Assento-me na beira da praia vendo ao longe as ondas se formarem e desfazer em espumas num leito de areia.

  Fecho os olhos e vejo você, sorrindo como uma criança que descobre o êxtase da vida, por estar em minha companhia. Uma lágrima perdida molha minha face. Sua ausência causa em mim um imenso abismo, separando a plenitude da felicidade, da própria vida, que agora já não tem mais razão de ser. Nossa casa está fazia, cada lembrança sua me faz pensar nos momentos que compartilhamos.

  Em minha mente, tinha a idéia de como seria o dia em que deixaríamos esta vida, partiríamos juntos, sempre de mãos dadas, prontos para enfrentar o que viesse em frente. Mais o destino pregou a pior de todos as peças, levou você antes que eu pudesse provar o quanto eu te amava. Estou sozinha agora e não posso continuar mais este caminho.

  Por culpa daquele acidente, sua vida foi ceifada de uma forma bruta e injusta, e conseqüentemente a minha também. A cada dia que passa, ainda sinto vivo em mim seu perfume, toque, e até mesmo o aroma, latejante em mim.

  Levanto e caminho em direção ao mar. É inútil continuar sem você  aqui.  A água fria se apodera do meu corpo, cada vez mais submerso. A sensação da vida se esvaindo aos poucos se torna intensa. O ar é cada vez mais rarefeito. Fecho os olhos e vejo você sorrindo como antes, me chamando de braços abertos vindo ao meu encontro.

  Vejo uma luz forte, sinto seu toque, ouço uma voz que diz: “Estou aqui meu amor, não tenha medo, agora seremos um só”.

  O mar se agita na noite. Ao longe um casal de mãos dadas desaparece em meio à imensidão do oceano.
Priscila Canedo
Enviado por Priscila Canedo em 13/05/2006
Reeditado em 08/02/2011
Código do texto: T155659

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila Canedo
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
66 textos (2938 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:14)
Priscila Canedo