Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O avarento


O AVARENTO


Numa cidade do interior da Bahia, havia um senhor muito rico e avarento, tão avarento, que pedia esmolas na feira, nos dias  de Sabado e Domingo, na feira local.
Certo dia, ele se vestiu de mendigo  e foi para a feira pedir esmolas. Chegando diante de um feirante, que vendia quiabos, começou a pedir com uma voz de doente.
- Quiabim pro veio – disse estendo a mão direita.
O feirante estava atendendo uns fregueses e não deu a atenção ao suposto mendigo, porém ele insistiu.
- Quiabim pro veio – disse com  a voz mais melosa ainda.
Nesse momento chegou uma linda garota, de uns vinte anos e perguntou pelo preço do quiabo. De repente ela olhou para o mendigo e reconheceu o seu tio.
-Titio, sua benção
O velho olhou para o feirante,  olhou para a moça e depois voltou a olhar para o feirante e perguntou a ele com voz grossa e muito firme.
- Senhor, quanto custa uma dúzia destes quiabos.


RAMIRO OLIVEIRA
Enviado por RAMIRO OLIVEIRA em 19/05/2006
Código do texto: T158993
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RAMIRO OLIVEIRA
Itapetinga - Bahia - Brasil, 59 anos
6 textos (1653 leituras)
4 e-livros (3312 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:03)
RAMIRO OLIVEIRA