Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reencontro

Conhecia Artur lá dos anos setenta.Daquela época de repressão e sonho. Lembrava-se dos vastos cabelos negros, da bolsa a tiracolo cheia de panfletos. Haviam se cruzado pelas esquinas da cidade e corredores da Faculdade.

Paulo era mais baixo, nariz arredondado, cabelos claros. Tipicamente germânico. Porém, mandara às favas a ótica protestante e luterana.  A aparência, no entanto, denunciava sua origem.

Encontravam-se, com freqüência, nos bailes promovidos pelo Diretório Central de Estudantes. Reuniões-dançantes movidas a vinho tinto de garrafão e certa erva mal-cheirosa. No velho toca-disco, músicas de Alceu Valença, Ednardo, Elba Ramalho e  nada de “discoteque”. O pessoal politizado odiava a música americana.

Artur, invariavelmente, saia acompanhado. Era alto, tinha uma conversa envolvente. Paulo, por muitas noites, ficava escorando a parede e recebendo não das gurias. Volta e meia, saia do DCE e ia a um clube mais popular. Lá, ocasionalmente, arranjava uma comerciária ou empregada doméstica.Coisas da época da repressão política e sexual.

Os tempos foram passando e um não teve mais notícias do outro. Ocasionalmente, algum colega comentava que Paulo estava clinicando no Interior.Outro, falava que Artur entrara num jornal alternativo e fora processado pela Lei de Segurança Nacional.


Hoje, Artur reencontrou Paulo. Internado no Hospital Municipal esperava em sua maca o horário de adentrar a sala de operações.De repente, surge o Doutor Paulo, o mesmo olhar tímido, os cabelos loiros.Agora, ralos.

Mal puderam se cumprimentar. O sistema interno de som anunciava a liberação da sala de operações. Artur, ainda, conseguiu falar:

- Vê lá o que você vai fazer comigo.
- Fica tranqüilo, Artur, não vou me vingar das namoradas que você me levou.

Riram. Profissionalmente, Paulo aplicou a injeção de anestésico.

E Artur nunca mais acordou.
Ricardo Mainieri
Enviado por Ricardo Mainieri em 16/05/2005
Código do texto: T17201
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Mainieri
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
1920 textos (29390 leituras)
1 e-livros (105 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:35)
Ricardo Mainieri