Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Pregador

Aquele pregador , pobre e endividado, fundou uma igreja  pra não morrer de fome. A  igreja começou humilde, mas logo se tornou um grande templo. E, de uma hora pra outra ,o homem  começou a fazer milagres. Era milagre pra todo lado. De todo jeito. Dos endividados aos aleijados.

De dia e de noite havia milagres. Os milagres tornaram os homens mais bondosos e compreensivos, os assassinatos e roubos diminuiram, os corruptos estavam deixando de ser corruptos, os deputados começaram a trabalhar em pról do povo, não em pról deles mesmos, traficantes e viciados começavam a se converter. Os homens tornavam-se mais amáveis e compreensíveis. Havia muita harmonia no ar, graças àquele pregador.

O governo vendo o estado em que o país estava se transformando, abalando todas as instituiçoes democrátricas, em nome da igreja fundamentada e outros órgãos de proteção à cidadadia, resolveu dar um basta naquilo.

Através dos secretários administrativos, contrataram dois motoqueiros. Uma noite, quando o humilde pregador, saia do templo, foi fuzilado com mais de 50 tiros, perto de sua mulher e filhos. E foi sangue pra todo lado.

O governo expediu nota lamentando o ocorrido; a polícia disse que ia investigar o fato até achar os culpados, todos os congressistas lametaram a morte o humilde pregador.

Para evitar tumultos, o governo proibiu que o povo acompanhasse o enterro do homem, que foi feito ninguém sabe onde, quase à noitinha.

Então, o presidente respirou aliviado. A democracia estava protegida.

E não se falou mais disso. E não se falou mais dele.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 14/07/2006
Código do texto: T193662
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26785 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:34)
José Kappel