Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÁSCARA DE PALHAÇO

, o amigo esperava o outro, que estava deitado, acordasse. Estava com ódio, queria falar tudo que sentia para o acidentado. Quando o rapaz acordou, ele começou a falar:

_ Por quê, você fez isso?!!
_ Como? Eu não fiz nada, foi um acidente. Atravessei o sinal distraído e não vi o carro.
_ Eu estava lá e vi tudo. Você não estava distraído, sabia muito bem que estava fazendo.
_ Poxa vida!! Quantos anos me conhece? Sabe muito bem que não iria fazer o quê está pensando. Sou uma pessoa bem humorada, os meus problemas encaro com brincadeiras que faço.
_ Você não me engana mais!! Mascara seus sentimentos através de brincadeiras, pode estar com o coração dilacerado, mas, nunca deixa cair essa máscara indestrutível de palhaço!!
_  Não estou entendendo? Por quê está falando essas coisas para mim? Não me considero uma pessoa que esconde meus sentimentos.
_ Esconde sim, apesar de aparentemente não ser considerado uma pessoa fria ou tímida, não significa que não esconda suas fraquezas e problemas.
_ Eu sou um livro- aberto!!!
_ Será? Ou na realidade mostra algumas páginas desse seu livro, que são convenientes para você.
_ Nunca falou assim comigo
_ Quero que você quebre essa máscara de palhaço e desabafe tudo que está sofrendo; chore, grite e xingue!!!
_ Isso não adianta, tenho que manter o bom humor.
_ Tudo bem, o bom humor não se deve perder. Mas, não pode transformá-lo em armadura, evitando desabafar. O desabafo é bom, porque faz a pessoa renovar o espírito e cicatriza feridas da alma. Esconder o sofrimento não ajuda acabar com ele.
_ Então, acha que escondo os meus sofrimentos por meio das minhas brincadeiras? Está se saindo um ótimo psicólogo!!!–  Começou a rir.
_ Já começou, está bravo comigo e logo começa brincar.
_ Não é verdade, vamos falar sobre outras coisas...
_ Bem, tenho que embora, mas, pense no que eu te disse. Thau!!!
_ Thau, amigão!! Vê se tem mais bom humor.
 Durante a noite, quando estava somente sozinho, chorou. As lágrimas desmanchavam a solidez da impermeável máscara de palhaço,

PS: se alguém puder, pode comentar esse conto no meu blog: http://dudu.oliva.blog.uol.com.br
dudu Oliva
Enviado por dudu Oliva em 27/05/2005
Código do texto: T20218
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
dudu Oliva
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
41 textos (3431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:12)