Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Simplesmente Glicy

   Imaginamos que estou sentado no ápice de uma montanha apreciando um crepúsculo. Com o corpo transbordando alegria e com uma paz espiritual desmedida, volto meu olhar em direção ao horizonte, o qual me reflete uma imagem, a qual me traz no pensamento uma pessoa. A imagem era de um sorriso genuíno, inocente, infantil, um sorriso que tinha o poder de panacéia. A pessoa a qual me vem à reminiscência e a eclética Glicy. Então iniciei um diálogo pensativo com o desconhecido, como se alguém me perguntasse e eu respondia.

   E o desconhecido perguntava o seguinte: __ Quem é a Glicy? E eu com um sorriso espontâneo respondia: uma pessoa que através de sua presença consegue trazer felicidade para os outros, uma mulher que possui  valores extintos numa sociedade machista, que enxerga valores essenciais para o caráter de uma pessoa, uma criança sentimental, submissa aos seus sentimentos, uma portento que não encontra as respostas para os enganos ou erros de seu coração, uma menina insuprível para seus amigos, uma profusão de alegria em forma de pessoa,  um ser que às vezes dissimular, uma pessoa normal que sofre, chora, sorrir, se arrepende, erra, aprende, ensina, fala, escuta, uma probo, que necessita sempre de alguém para passar sua alegria, uma pessoas as vezes fraca por não perceber ou melhor esquecer a importância que ela tem para a família, amigos e porque não inimigos, uma pessoa que eu defino apenas com uma palavra “Celícola” (anjo).

   Depois de ouvir a descrição da Glicy o desconhecido me pergunta:__ Se ela estivesse te ouvindo o que você diria pra ela agora? Bem ! muito obrigado, por ser minha amiga, por conseguir inúmeras vezes tirar um sorriso desse meu coração martirizado, obrigado por mim ouvir, pela atenção as bobagens que falo, por criticar e elogiar quando necessário, pelos pensamentos antagônicos, escusa pelos meus erros, pela minha insensatez em alguns assuntos, desculpa por gostar tanto de você, desculpa por ter te apoiado quando deveria ter criticado, pela minha ausência, pela minha predileção por você, pela minha inabilidade quando me interpelo a você, desculpa por eu não conseguir encontra a panacéia para te dar, talvez você á única que pode encontra lá. Queria te pedir, que jamais deixe de ser minha amiga, te pedir perdão por eu ter te decepcionado e por ainda vim te decepcionar, gostaria que soubesse que meu sentimento por ti é genuíno e fraterno, que sou ufano por ter você como amiga, mais a ênfase dos meus pedidos a zênite  o ápice é que você jamais deixe que a tristeza tire esse sorriso, essa alegria de viver. Momentos tristes virão, mais promete pra mim que serão efêmeros como a tristeza de uma criança.

   Impressionado com tudo o desconhecido pergunta__ E como faço pra conhecer essa pessoa? se realmente existe? Com um sorriso e com um pouco de ciúmes respondo.__ Claro que existe. Não se preocupa amanhã logo cedo passarei isso tudo para um papel e colocarei fogo. Minhas palavras viajarão através da fumaça, alcançarão o desconhecido, e todos que se encontraram lá, terá o anseio de conhece lá. Porque todos saberão da existência de uma pessoa muito especial, pessoa que tem por nome “SIMPLESMENTE GLICY”.

   O desconhecido sorriu e me falou:__  eu já conheci essa tal de Glicy! Eu assustado perguntei:__Quando? Ele me respondeu:__ enquanto você me falava entrei no seu coração, e a vi lá, num lugar muito especial, um lugar que não existe tristeza só amor, carinho, amizade, um lugar onde as pessoas se tornam especiais, amadas, profícuas um lugar onde um dia quero estar, encontrei também com outras pessoas todas felizes, e fiquei muito feliz por saber que a ocupação nesse espaço é ilimitada. Visitarei mais esse lugar, você quer que eu mande um recado para ela? E eu respondi:__ Avisa pra ela e para os outros que pode acontecer o que for, pode vim o que vier, jamais eles sairão de lá, por que são eles que mantém esse lugar assim “CHEIO DE AMOR”.

Junior Cambuí
Enviado por Junior Cambuí em 28/11/2006
Reeditado em 28/11/2006
Código do texto: T303686

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Junior Cambuí). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Junior Cambuí
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 36 anos
46 textos (5986 leituras)
1 e-livros (1174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:49)
Junior Cambuí