CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Parábola para Teatro: “TALENTOS” ( Mateus 15, 14-30)

Adaptação para o Teatro
Parábola: “TALENTOS” ( Mateus 15, 14-30)
Personagens:-Professor – Julio – Maria – Saulo –

Professor: - Bom meus bons alunos, meus amigos, chegou mais um final de período, nós nos empenhamos em ensinar vários assuntos nesse semestre que passou, e agora vocês façam a sua parte. Estudem.. Estudem e Aprendam... Aprendam...J Júlio!
Julio:– Sim professor?
Professor: – Você aproveitou bastante nesse Semestre. Aprendeu a  Ler, Escrever, a tocar violão, já aprendeu a tocar duas músicas inteiras, deixo com você esses dez talentos.
Júlio: – Obrigado professor!
Professor: – Maria?
Maria: – Aqui prôfessor.
Professor: – Você se esforçou bastante, aprendeu a Ler e começou a aprender a escrever. Temos que melhorar Ein?   Tome aqui esses cinco talentos!
Maria: – Vou me esforçar mais!
Professor: – Saulo! .... Saulo!?
Saulo: Ah?.Que?.. Pois não ????
Professor: -  Você começou a aprender  a ler, mas precisa de melhorar bastante.
Saulo: - Mas eu não consigo...
Professor: – Pelo menos Tente Saulo, tente melhorar. Olha aqui tome esse único talento e se esforce ein!
Saulo: -Eu não sei não....
Maria: -Vamos, otimismo, coragem...
Professor: - Bom meus Alunos, meus amigos preciso ir. Boas Férias! Vejo vocês em dois meses.
(o professor cumprimenta a todos e parte)
Júlio: – Nossa quanto livro que eu ganhei, vou começar a ler tudo agora mesmo..
Maria: – Júlio?
Julio: – Fala Maria.
Maria: – Sabe o que é....  e que eu gostaria que você me ajudasse...
Julio: – Mas...eu tenho...que
Maria: – Não tudo bem, eu sei que você ta muito ocupado.... pode ir...
Julio: – Não que isso, Imagine! Eu Vou te ajudar!
Maria: – Eu não vou atrapalhar???
Júlio: – Deixa de bobera Maria, Faço questão de te ajudar.
Maria: – O Saulo porque você não se junta à nós.
Saulo: – Porque?
Júlio: – Eu e a Maria vamos estudar juntos, porque você não vem junto.
Saulo: – Eu não.
Maria: – Porque não?
Saulo: – vocês não viram que era tudo armação, não?
Maria: – Armação!
Saulo: – Claro, o professo deu esses livros, para nós para nos testar.
Júlio: – Não tô te entendendo Saulo, explica melhor.
Saulo: – Ai como vocês são burros, vocês são burros..., voces não perceberam o quanto o professor gosta de seus livros?
Maria: – Percebi, ele é muito cuidadoso, e dedicado aos livros.
Júlio: – É esses livros são antigos,  mas parecem novos.
Saulo: – Então! quando o professor voltar ele vai querer exatamente do jeito que ele nos deu, novinhos.
Júlio: – Mas, e daí? Qual o problema?
Saulo: – O problema é que se vocês usarem os livros, eles ficaram amassados, estragados.
Maria: – Que saber, ele me deu esses talentos, e eu vou usá-los e aprender e tomar conta direitinho deles, tá!
Júlio: – É isso aí Saulo, eu Também vou usar os meus talentos e nós não vamos estragar não!
Maria: – Vamos Júlio, vamos colocar em prática nossos talentos.
(Saem Júlio e Maria)
Saulo: – Eu é que não vou usar o meu talento, vou deixar bem escondido e longe do alcance deles.
(Sae Saulo, passam 02 meses e volta O professor)
Professor: – Eis que estou de volta, Maria, Saulo, Júlio,...
Maria: – Professor !!
Julio: – Fez boa viagem?
Professor: – Fiz, obrigado.  Então, O que vocês fizeram com os talentos que eu dei?
(Entram Maria, Júlio)
Júlio: – Professor o Sr. não vai acreditar, usei todos os talentos que o senhor me deu; Agora alem de Ler e escrever eu aprendi a tocar mais 05 músicas...
Maria: – Conta Júlio...
Professor – O que foi ???...
Maria: – Sabe professor....o Júlio  está ensinando algumas pessoas a ler e escrever de noite.
Professor: – É verdade?
Júlio: – É sim...
Professor: – Parabéns Júlio, voce está fazendo um excelente trabalho!
Júlio: – Muito obrigado Professor...! Mas, sabe, professor, eu não ensino sozinho não, a Maria me ajuda muito.
Professor: – Maria?
Maria: – É professor...  aprendi a ler e escrever e agora tento ajudar o Júlio  a alfabetizar quem precisa.
Professor: – Meus Parabéns Maria, Meus Parabéns ! Estou muito orgulhoso de vocês. Usam bem seus talentos .
              -  E você Saulo onde está seu talento ?
Saulo: – Aqui está o talento, exatamente como o senhor me confiou.
Professor: – Mas você pelo menos o abriu?
Saulo: – Não.
Professor: – Por que?
Saulo: – Eu não sabia o que fazer...
Professor: – Mas eu não ensinei que temos que estudar para evoluir e participar de um mundo melhor.
Saulo: – Eu ouvi, mas fiquei com medo.... e não quis me arriscar
Professor: – Quer dizer ficou acomodado, e não quis usar o seu talento.
Saulo: – Eu nunca entendi porque o sr. Fala que os livros e as nossas atitudes são talentos..
Professor: – É que o livro fechado, sem uso e uma pessoa sem atitude é como um talento desperdiçado é sem utilidade. E um livro aberto que está sendo usado, estudando e colocando  suas idéias em prática é como um talento sendo usado em beneficio do próximo.
Saulo: – O que eu faço agora???....
Professor: – Dê o seu talento ao Júlio e a Maria que sabem o que fazem, e você pode se retirar, você não faz mais parte de nós, vá arrumar suas coisas e vá embora daqui, pois eu não darei mais aulas à você. Vou até a cozinha tomar uma água, quando voltar não quero você mais aqui.
(Saulo vai pegar as suas coisas,triste e capisbaixo)
Maria: – Saul porque você não aproveitou seu talento?
Saulo: – Fiquei com vergonha... tive medo... e, na verdade eu me acomodei, tive preguiça, ...
Júlio: – Escuta Saul , você está arrrependido?
Saulo: – Como assim?
Júlio: – Se o professor te der uma chance, você se esforçaria mais?
Maria: – é Saulo pede pro professor pra te dar mais uma chance...
Saulo: – Voces acham  que eu consigo ???..
Maria: – Tenta, se você tentar, quem sabe você conseque!
Júlio: – É nós te damos uma força.
Maria: – E  estamos próximo da noite de Natal, quem sabe...?
(Volta o professor, Saulo vê o professor pega as suas coisas e caminha para ir embora...)
Maria: – Saulo... Você não vai ....se despedir da gente?
Saulo: – Adeus, Maria, Adeus Júlio....
Júlio: – Você não vai se despedir do professor?
Saulo: –  Adeus, Professor....
Professor: – Antes de ir, Você não quer dizer alguma coisa Saul?
Saulo: – Professor.. eu.... sei que não usei o talento que o sr. me confiou, gostaria de poder voltar ao passado e fazer tudo diferente....
Professor – Voltar ao passado não é possível, o importante é saber viver e aproveitar o presente.
Maria: – Professor dá mais uma chance à ele....
Júlio: – É professor, eu e Maria nos prontificamos a ajudar o Saulo em seus estudos.
Maria: – E esta proximo da noite de Natal..
Professor: – Não! ... Não depende de mim.... depende do Saulo, depende da sua vontade, da sua coragem, do seu empenho e da sua renovação.
Saulo: – Eu peço ao sr. uma nova chance.
Professor: – Sim é claro.
Júlio: - Mas, Então façamos todas Novas as Coisas.
Música = Maria+Júlio+Professor +Saul
Música: Faço Nova Todas as Coisas
R.: Eis que faço nova todas as coisas (6X)
É a vida que brota da vida,/   É fruto que cresce do amor/    É a vida que vence a morte/
É a vida que vem do Senhor.
Deixei o sepulcro vazio/ e a morte não me segurou/ a pedra que então me prendia no terceiro dia rolou./
Eu hoje lhe dou vida nova/ Renovo em ti o amor/ lhe dou uma nova esperança/ todo que era velho passou.
Arauto dos Anjos
Enviado por Arauto dos Anjos em 20/10/2011
Reeditado em 21/10/2011
Código do texto: T3288326

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Arauto dos Anjos
Jandira - São Paulo - Brasil, 44 anos
11 textos (8077 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/10/14 13:29)