Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pesadelo?

Antonio acorda no meio da noite com um tremendo estrondo
Kaboooooooommmmm
Primeiro ele pensa ser um trovão, algo como um tiro de canhão ou até o pouso forçado de um avião.
Ouve o uivo do vento que sacoleja sua janela e começa a ouvir passos na escada.
Subitamente ele começa a ser tomado de um grande temor.
Tentando se mexer ele continua a ouvir os passos que agora estão cada vez mais perto de seu quarto.
Tenta gritar, mas não há voz
Ouve a maçaneta girar cuidadosamente
A porta se abre como um ranger de dentes
Antonio então junta suas forças e como  um gato tenta pular para o ataque.
É em vão. Antonio cai de boca no chão.
Sente o gosto amargo do sangue que corre de sua boca.
Ele vê seu sangue escorrer até um par de pés, com quadro dedos em cada um.
São horríveis.
Antonio levanta a cabeça vagarosamente com olhar totalmente apavorado.
O ser é enorme e a escuridão do quarto quase não lhe permite ser visto.
Antonio então é levantado pelos seus cabelos. Fica de frente para a criatura e seus pés já não tocam mais o chão.
Ele vê os olhos da criatura, são enormes e refletem a imagem de Antonio.
A criatura lambe o sangue que escorre pelo pescoço de Antonio.
Com um sorriso totalmente sarcástico a criatura avança sobre o pescoço de Antonio, este por sua vez grita desesperadamente.
AAHH AAHH AAHH
Antonio acorda em sua cama totalmente molhado de suor e sua mulher lhe diz:
- Teve outro pesadelo é?
- Vá tomar seu remédio e volte a dormir.
Antonio então se levanta e vai para a cozinha.
Pega algumas pílulas e vai até a pia para pegar água.
Enquanto seu copo enche, ele vê da janela de sua cozinha algo como um disco luminoso partir aos céus.
Antonio derruba então o copo na pia e sente o mesmo frio na espinha que avia sentido quando estava sonhando.
Ele vira-se repentinamente em direção de seu quarto quando vê o ser que outrora lhe atacava em seus sonhos.
Pelos recobrem seu corpo, caninos enormes estão para fora de sua boca. E rosto da criatura impávido olha para Antonio como um suculento e apetitoso jantar.


Fim.
Felipe Octaviano
Enviado por Felipe Octaviano em 11/09/2007
Código do texto: T647753

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Octaviano
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
2 textos (67 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:22)