Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A casa do Bêco da Cataplasma (A Saga...24)


Constâncio demorou uns dias pra se acostumar com a aliança no dedo anular da mão direita.A toda hora que olhava vinha-lhe à mente o rosto alegre de Fabiana.
A certeza que agora ela seria sua; Os ensaios no côro da Igreja e na Banda ficaram muito mais agradáveis estas lembranças tornavam mais fáceis suas tarefas no dia-a-dia.E por falar na Banda, indo pra um dos ensaios percebeu que uma daquelas casinhas vizinhas estava sendo reformada e pintada por diversos operários, diariamente.Curioso e interessado, se aproximou,fez diversas perguntas e descobriu que c casa estava sendo preparada pra ser alugada.
Pediu ao mestre-de-obras o endereço do proprietário ,encontrou-o e se candidatou a alugar a casa. Explicou que pretendia se casar breve, que trabalhava  tambem ali perto,na Sede da Banda de Música ... O dono da casinha já tinha ouvido falar dele, simpatizou-se com o rapaz e  deu´lhe preferência para ser seu locatário. “Pode deixar que a casa já é sua.Daquí até o fim do mês estará pronta e você pode então se mudar, se quizer...”prometeu “Seu” Cristiano, que era também dono de uma “venda” perto do cinema.
Constâncio ficou todo empolgado e à noite, no ensaio do Côro, contou a novidade pra Fabiana. ..
”Mas já, tão rápido assim?... Tenho que preparar ainda meu enxoval”...disse ela.Não importa... enquanto isto vamos mobiliando devagar, do jeito que você quizer, disse ele. Combinaram de visitar a casinha no dia seguinte no intervalo na fábrica para o seu almoço. Agente se encontra lá, no Bêco da Cataplasma, em frente à Sede da Banda,combinaram...
Fulô não buscava mais a irmã depois do s ensaios “Agora ela tem o noivo pra cuidar dela...disse pra mãe. Saiam os dois calmamente de bicicleta, ela na garupa  agarrada em sua cintura e com a cabeça recostada em suas costas. Iam sem pressa trocando juras de amor e comentando sobre os acontecimentos do dia.
Era um dos momentos mais agradaveis e esperados por eles, durante a semana!
Fabiana fez questão de levar a mãe,Dª Maria Fel, no dia seguinte, pra conhecer a casinha onde iria morar, depois de casada, a “sua” casa.
Chegaram lá na hora marcada. Constâncio já estava na porta da Sede montado na bicicleta,impaciente, olhando no relógio.É aquela casinha do outro lado da rua, Dª Maria.Vamos entrar lá pra Sra conhecer e ver se aprova...
Fabiana e a mãe  gostaram muito do que viram .Era uma casa pequena, mas ideal pra um casal que estava só “começando a vida”. Uma sala boa, cozinha espaçosa com um puxado pro lado de fora onde ficava o fogão de lenha,um quintal minúsculo onde crescia uma mangueira um banheiro pequeno e um quarto confortável e bem claro, com a luz natural vinda da rua..
Dª maria Fel abraçou-se à filha e começou a chorar baixinho...
Mãe, ta chorando porque? Eu estou tão feliz...
É  por saber que daquí a pouco, você, tão novinha, já vai ficar cheia de responsabilidades...Cuidar de uma casa não é nada fácil,minha filha!   Fico feliz também,mas fico com pena;
Uai..Aprendi tudo,muito bem com a Sra, mãe, falou Fabiana... .
Constâncio abraçou as duas e o choro foi diminuindo até virar risos.
“E daqui a pouco, vão chegar os meninos e vamos ter que procurar uma casa maior...disse o moço pras duas,todo orgulhoso
.Fabiana ficou com o rosto quente e corado ...
Jamais poderia supor  que ainda seria mãe de dez filhos ...
Aecio Flávio
Enviado por Aecio Flávio em 02/10/2007
Reeditado em 06/10/2007
Código do texto: T677701
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aecio Flávio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 76 anos
139 textos (21100 leituras)
117 áudios (22399 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 23:29)
Aecio Flávio