Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIVREI-ME DO RADIO (conto de amor)

Livrei-me do radio:
(conto de amor)

Camila, obrigado pelo conselho.
Mas não a exorcizei, me juntei a ela...

O dia ensolarado me convidara.
Para um passeio na praia, eu aceitei.
Andei pela areia, meus pés já descalços.
Numa muda saudação, beijava as ondas.
Que mansamente vinha ao meu encontro.
Sem se preocupar, como se eu não existisse.
Mas eu estava ali, e não estava sozinho.
Pois alguém, já andava a meu lado.
Nada disse, mais eu já sabia quem era.
A vizinha do radio, que não me deixa dormir.
Pensei num castigo, e resolvi aplicá-lo.
Parei, ao virar-me eu a vi, então tremi.
Pois a minha frente estava, a mais linda loira.
Mas não desisti do castigo, puxei a para mim.
Abracei a, com força seus lábios beijei.
Ela não resistiu, eu não lhe deixei escolha.
Quando nos separamos, ela perguntou porque.
Eu respondi sorrindo, é por aquela chatice.
De musica que você põe no radio todo o dia.
Que não me deixa pensar, muito menos dormir.
Ela voltou a beijar-me, depois me disse.
Se parar de fugir de mim, não ligo mais o radio.
Bem, eu aceitei a idéia, e me juntei a ela.
Livrei-me do radio, mas perdi minha liberdade...
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 15/11/2005
Código do texto: T71735
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:02)
Volnei Rijo Braga