Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nina

Em um noite ele me guiou pela cintura até seus jardins, era lindo, só podia ver a lua e a fonte ali perto, a água e o seu barulho me estimulavam mais, completando o efeito que me davam os longos cabelos loiros, a pele fria e alva, os caninos alongados, os olhos claríssimos e o porte vampiresco dele. Ah, sex appeal!
Entretanto, contarei este desde o seu real início...

Ela acabara de chegar a um mundo novo, após dormir um sono criogencio por anos e ele a ajudou. Como se apresentou? Adrian Farenheight, mas atendia mais pelo nome de Alucard, e mais tarde simplesmente e carinhosamente por Alu. Ela o encantava, talvez sua pouca timidez misturada com todo aquele fogo e insinuação o chamasse mesmo atenção. O que ela achava? Que era um simples objeto, um belo corpo de olhos azuis e cabelos loiros, isso e simplesmente isso para ele. Ela se enganava e a cada vez mais ela se encantava e fugia mais e mais dele. Vampiros não têm coração, dizia ele. E ela acreditava que ali dentro só existia a vontade por prazeres proporcionados à carne, mesmo tão fria quanto a dele.

Nina Queen
Enviado por Nina Queen em 23/11/2007
Reeditado em 21/10/2008
Código do texto: T748841

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nina Queen
Embu das Artes - São Paulo - Brasil
16 textos (491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:18)
Nina Queen