Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perddos numa noite vazia





00:06

    Carlos parou seu carro em frente à boite  Oregon no comecinho da madrugada...
Na rua não haviam muitas pessoas,apenas casais aqui e ali aos amassos,ou jovens freqüentadores da casa em conversar informais.Lá dentro o som de musica eletrônica bombava loucamente.Ao adentrar o ambiente todos aqueles bits fizeram-no sentir uma vontade louca de dançar.Precisava relaxar,divertir-se.Andava meio cansado do seu trabalho,das viagens,das obrigações.De sua noiva,filha de um empresário de uma cidade vizinha,de como as pessoas se transformam,como aconteceu com ela,com o passar dos dias,dos meses.Buscava em seu intimo saber onde havia errado,o que havia feito de errado,por quê sempre a insatisfação lhe batia a porta.


00:25


    A pista estava cheia,pessoas dançavam ao som de música eletrônica,garotas,visivelmente com menos de seus trinta anos passavam sorrindo por ele,algumas visivelmente alteradas pela droga,pela bebida...Talvez uma alegria artificial....Resolveu ir para o bar,lá tomaria algo depois iria embora.não sabia onde aquele começo de quarta-feira lhe levaria,mas de toda forma sabia que para algum lugar lhe conduziria.


00:32


_Uma bebida por favor.Carlos pediu ao garçon ao chegar no bar da boite.
_O que o senhor prefere?perguntou o sorridente rapaz
_Algo forte,de preferência.respondeu carlos
_ok,senhor.respondeu o  garçon  preparando para ir pegar a bebida
_uau,bom dia....vc está afim de ficar bêbado?Disse uma voz feminina ao lado.Carlos vira-se a direita,então finalmente nota a presença de uma menina de uns dezenove anos,com suas sinuosas curvas dentro de um belo vestido preto,e curto que permitia lhe ver suas pernas,e um olhar pesado,pelo lapiz creon e dona de uma tez extremamente branca,quê chegou a lembrar-lhe um cadáver.Mas nada disso tirava tua beleza facilmente notada.
_não até que não...Apenas quero relaxa um pouco...repondeu carlos
O garçon traz a bebida,a menina sorri.
_Deixa eu me apresentar,me chamo marilia,sou de xxx ,e faço facul aqui,na cidade.
Me sentia só,então resolvi vir para cá.dancei um pouco,sentei aqui,e não achei motivação ainda para ir embora ou voltar para pista de dança...
_prazer,carlos.Já me formei,trabalho aqui,sou noivo e ando meio frustrado nesta madrugada.vamos brindar a tudo que nos joga para baixo?
Os dois caem em sonoras gargalhadas
_O que uma noite como essa,pode ainda guardar-nos?perguntou marilia vinte minutos depois.
_Não seipoderiamos sair por ai,para conversarmos,beber algo em outro lugar.
_Vamos para um motel,ou para o mirante.Respondeu-lhe a menina
_Perai,vc faz......Carlos mais uma vez sorri.
_Não,bobo.Não sou garota de programaApenas acho que seria algo novo e inusitado a fazermos.
_De repente.Vamos.....Ao Vênus.  Carlos pagou as contas,saíram os dois.


01:35


   Saíram e foram direto para o Vênus motel.Durante todo o percurso,conversaram sobre os mais diversos assuntos,desde política a religião.Sobre o futuro,sobre aquela noite,sobre a solidão de ser um estudante numa cidade vizinha.
Ao abrir a suíte,Marilia entrou na frente.tirou o vestido,e com um minúsculo conjunto de lingerie deitou na cama.
_Olhe,vc me deseja?Perguntou ao amigo recente.Carlos,por sua vez,sentado aos pés da cama,observava-a e olhando em teus olhos respondeu:
_sim,desde a primeira vez em qu~e a vi.Mas não rolará nada entre nós nesta noite.afinal é nosso primeiro encontro.risos
_Não sou adepta das convenções,se eu quisesse rolaria.Independente de ser o primeiro ou ultimo encontro.Aprendi com um cara quê amei e que me fez mulher
Que na vida não devemos perder nunca oportunidades,e eu também te desejo desde o momento em que o vi ao meu lado no oregon nesta noite.Os olhos de Marilia soltavam faíscas.
_ninguém no mundo acreditaria que estamos aqui,envoltos pelo desejo para não falar tesão,que estou pagando a mais cara suíte do motel,que você esta semi nua na cama,e que não irá acontecer nada.Csrlos acende um cigarro..liga a tv,passa um filme erótico.
_sim,parece loucura,mas não irá acontecer.somos loucos,segundo aqueles que ficarem sabendo disso.Afinal de contas mal te conheço,não sei quem você é......Há ironia na voz de Marilia
_é....voc~e tem razão.
_De repente,me bateu saudade dos tempos de faculdade,quando tudo que eu queria era estar com uma garota como você,num lugar como este.Mas de toda forma não teria grana para pagar,quando fumar maconha era um passatempo em fim de semana,quando se  lutava muito,as vezes para chegar aos dias de hoje ver que se fez muito,muito pouco.continuou carlos.
-Vamos dançar?perguntou marilia
_vamos.carlos a levantou,seu perfume o embreagava.Sentia vontade de joga-la na cama e a possuir de forma ardente,porém conteve seus impulsos.


03:50



    Depois de dançar,comer,e conversarem muito no motel,saíram novamente de carro e foram ver o sol nascer no mirante da cidade.É engraçado como  poucas horas as vezes fazem com que as pessoas se tornem intimas,muitas vezes até mais que velhos conhecidos de anos aa fio.Chegaram no mirante,desceram,sentaram no capô.Era quase cinco da manhça.E como era verão,o dia não demoraria a nascer.
_Você ama tua noiva?Perguntou marilia
   _sim,sim....o sentimento se transformou através destes anos todos,mas a amo sim..Ela já não é mais a mesma.Com o tempo ela foi assumindo uma face qu~e a família dela desejaria que ela tivesse.Com isso foi aos poucos perdendo o encanto de antes.
_Qual foi a grande coisa que vcs fizeram juntos?
_Uma viagem a paris ano passado.respondeu carlos a marilia
_Nunca fui a Paris.
Voc~e gostaria de lá.Um belo lugar apesar dos cachorros que sujam as ruas.Os dois caem na risada.

anjobarroco
Enviado por anjobarroco em 14/04/2006
Código do texto: T139004
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
anjobarroco
Itabirito - Minas Gerais - Brasil, 42 anos
1 textos (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:12)
anjobarroco