Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alguém para amar

        Em um mundo onde as pessoas só se preocupam com seu próprio umbigo e com suas mentiras escondidas tão bem dentro de si mesmas, a única coisa que espero é meu grande amor. Não me importa mais o que os outros pensam, apontam ou dizem sobre mim. A única coisa que busco nesta existência é o amor da minha vida.
Através da tempestade, minhas botas encharcadas pisam nas poças d’água, os raios passam sobre minha cabeça, os trovões ressoam nos meus ouvidos. De nada eu tenho medo nesta minha luta incansável para descobrir o meu amor. E se atravesso tempestades e trovões, o que vejo lá na frente é o sol brilhando acima de mim, com seus raios tingindo de amarelo meu telhado, a cor do verão que se avizinha. E numa destas, quem sabe meu amor atravessa meu lindo jardim com seu caminho de flores e vem parar bem junto a minha porta...
Ou então, num destes belíssimos dias de céu azul e de mar verde e de ondas quebrando na areia… os ventos que o tragam até mim, enquanto me deito ao sol brilhante, meus olhos cerrados, sonhando sonhos de amor eterno.
Ah, mas eu não quero mais saber de nada. Em um mundo onde as pessoas se esquecem uma das outras e um simples abraço pode curar tristezas antigas, a única coisa de que eu preciso é alguém para amar. Que meus pensamentos o encontrem no espaço que nos cerca e que meus olhos não se fechem quando ele estiver passando. Porque eu sei; ele está por perto.
Em um mundo onde as pessoas não enxergam nada mais além do que seus próprios narizes e somente falam a linguagem do dinheiro, eu só sei me comunicar através de palavras de amor.
Patrícia da Fonseca
Enviado por Patrícia da Fonseca em 18/06/2006
Código do texto: T178088
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Patrícia da Fonseca
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 46 anos
572 textos (37855 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:10)
Patrícia da Fonseca