Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Guardado no Coração

_ Quatro meses!
Por mais que Flávia tenha dito aquilo uma única vez, aquilo ficou se repetindo dolorosamente na mente de Felipe que com muito esforço tentava esquecer e quando ele pensava que tinha esquecido, algo o fazia lembrar. – Maldita televisão! – praguejou ele depois de ouvir uma notícia no jornal.
_ Em quatro meses subiu o número de pessoas com insônia, segundo a associação brasileira de s... – disse o âncora do jornal, mas Felipe desligou antes que ele completasse de falar.
_ Em quatro meses eu ficarei sem sono por não te ver. – disse Felipe pra si mesmo.
_ Mas passa rápido, logo estarei de volta. – foi o que Flávia lhe disse quando viu a expressão de surpresa de seu namorado.
_ Passará rápido pra você, mas não pra mim. – lembrou Felipe do que tinha dito à ela.
Se Felipe estava inconformado com a notícia, Flávia estava chateada porque uma notícia tão boa para ela não foi recebida com a alegria pela pessoa com que ela namora há um ano. Ela sempre percebeu que foi ele era meio egoísta, mas não a esse ponto. Mas já não tinha volta e Flávia embarcaria rumo a Itália, onde será recebida pelos tios-avós para aprofundar seus estudos em Música Clássica.
No dia do embarque, Flávia estava acompanhada da família e também estava a irmã de Felipe que não foi junto com eles.
_ Não entendo por que o Felipe não veio. – perguntava-se Flávia.
_ Vocês brigaram? – perguntou Lisa.
_ Não brigamos, mas ele não compreendeu a necessidade da minha viagem, talvez ele ache que vou passear e ficar longe dele. – disse Flávia tentando imaginar o motivo.
Flávia já tinha ultrapassado o portão que leva à sala de espera de embarque e numa última olhada para trás ela enxergou Felipe encostado num pilar com olhar vazio, sem sorriso. Foi dessa maneira que Flávia deixou o Brasil, com um namorado que deve gostar muito dela a ponto de não querer-la distante e egoísta por não permitir que ela tenha suas próprias experiências.
Nos quatro meses que se passaram, Felipe não agüentou a tentação e as provocações de uma certa colega que faz curso de espanhol com ele, da mesma maneira que Flávia se encantou com um parente distante que mora com seus tios-avós. Ambos traíram, e tiveram um curto relacionamento com as pessoas que conheceram. Flávia e Felipe se falaram apenas duas vezes, uma ligação por parte da Flávia e outra por Felipe. Conversa rápida, fria, só pra saber como vão as coisas.
Uma semana antes de Flávia voltar, Felipe terminou com sua curta relação onde aprendeu que não há uma garota como Flávia e ainda aprendeu que ninguém pertence ao outro, da mesma forma Flávia desfez seu caso com Pietro, muito mais bonito que Felipe, mas ela também aprendeu que precisa valorizar a pessoa que a valoriza. Flávia chegou numa quinta feira chuvosa e Felipe foi busca-la sozinho, queria ficar a sós com ela e tudo que aconteceu entre eles não foi dito em palavras e sim em olhares. A lição foi aprendida e o passado será guardado na gaveta, mas o que eles forem viver daqui pra frente será guardado no coração.

29/07/06
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 29/07/2006
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T204500
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42676 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:16)
Miguel Rodrigues