Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta numa garrafa

Um pescador retirou do mar uma garrafa. Dentro, uma carta. O solitário homem do mar chorou ao ler sobre um amor interrompido. "Querida Thaís, É chegado o momento que jamais esperei, de dizer-te adeus. Sempre amei-te e, mesmo distante, não deixo de amar-te. Sei que a força desse amor seria capaz de elevar-se aos céus e causar inveja aos anjos. Porém, na Terra, despertou o ciúme de outrem. 'Nunca entregarei-me, nem a outro amarei como contigo fiz', foram tuas últimas palavras, com teus olhos denunciando sentimentos. Tão forte sempre foi teu amor e, sei, ainda o é. Tua ausência transformou meu coração em pedra. Eu sei, tenho culpa. Deixei de regar a flor dos sentimentos e me arrependo de cada segundo fatal que não dediquei o melhor de mim para ti. Guardo para a eternidade o brilho verde de teus olhos, os quais atentam contra a veemência que tens em me negar e também não escondem teu medo de fraquejar e ser difamada pelos que te cercam, com juras falsas e a traição ao 6° Mandamento.
Como Dante, ao inferno desci. Encarei a face do demônio, que se alimentou de minha dor. Mas, em meu peito, a chama azul do amor queimava e regressei das profundezas. Descobri forças que sequer imaginava em meu íntimo. Por ti, enfrentaria exércitos e cravaria uma espada no peito de meus algozes. Lutaria contra o mundo por ti, mas não posso lutar contra ti. Tu és o meu ponto fraco. Minha fonte de força, que se tornou fonte de dor. Nada farei contra a tua vontade. Te respeito por teu valor, por tua figura formosa, por teus encantos. Minha Thaís, conheço cada curva de teu corpo, o modo dengoso que tens, a volúpia de teu calor, o jeito macio de se aconchegar em meus braços. Perder-te é perder um membro, arrancado à força. A saudade fere-me como ferro em brasa. Grito teu nome até exaurirem-me as forças e lanço estas palavras ao mar, na esperança de que o destino toque teu coração, como não fui capaz. Em nome do amor, tenho certeza, tais palavras te alcançarão aonde estiveres. Tu conheces melhor do que ninguém o caminho de meu coração. Ele é teu e estará aberto para ti. Para todo o sempre. Eternamente". M.
Márcio Brasil
Enviado por Márcio Brasil em 19/09/2006
Código do texto: T243954

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Márcio Brasil
Santiago - Rio Grande do Sul - Brasil
181 textos (37065 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:15)
Márcio Brasil