Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um dia qualquer, em qualquer lugar

Se eles não caminhassem juntos naquele momento, eles se perderiam para sempre, mas, ali, em qualquer lugar, eles não se importavam, importavam-se apenas com a mão que cada um estava segunrando e com a chuva que caia bem devargazinho, nenhuma palavra era trocada, apenas sorrisos, caminhando até lugar nenhum, não esperando nada e assim foi o dia mais perfeito daquelas duas pessoas, que ninguém lembra, mas, esse dia constituiu uma das nossas melhores capacidades, a de amar, junto dela apenas ficam a de criar e de ter piedade.
Ele acordou no outro dia sozinho e abriu a janela para encontrar o mais lindo nascer do sol de sua vida, e de repente, algo lhe ocorreu, algo que não tinha ocorrido á ninguém, nunca.
Ela acordou sorrindo e sonhando, esquecendo do que lhe esperava fora de seu quarto, sim, ela acordou e desceu, saiu a rua e simplesmente, perdeu a vida, como ela perdeu a vida não é importante, mas no exato momento que ela parou  de respirar, quando seu coração parou  de bater, ele soube que nunca mais podia te-la, mas isso só impulsionou-o para terminar sua obra, concretizar sua idéia, depois ele podia ir embora, assim quando sua idéia foi mostrada ao mundo, ele caiu, para levantar só mais tarde, nesse mundo, ele foi para onde o amor é conseqüência de todas as ações.
A idéia não morreu por muitos e muitos anos, continuou nesse mundo, o único motivo que impidiu você de conhecer, é porque alguém, tomado por seus sentimentos e experiêmnicas, destruiu  a idéia, tão rápido quanto ela foi idealizada, então, isso fez ele voltar, pra ensinar a nós, que fomos corrompidos por nossos sentimentos, a vida e o amor.Assim, mais uma vez com sua missão cumprida, ele deixou esse mundo, desssa vez, para não voltar, não para esse mundo.A sua idéia ficou perdida para sempre, a coisa mais incrível de tudo que já foi criada por nós , perdeu-se por nossa culpa, assim nós ficamos sem idéias realmente grandiosas, até que em dia qualquer...
OnKoLv
Enviado por OnKoLv em 21/10/2006
Reeditado em 10/11/2006
Código do texto: T269952
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OnKoLv
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil, 24 anos
31 textos (3181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:06)
OnKoLv