Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo perdido – Parte Dois.

“Todos os dias quando acordo não tenho mais o tempo que passou, mas tenho muito tempo.  Temos todo o tempo do mundo. / Todos os dias antes de dormir lembro e esqueço como foi o dia. / Sempre em frente.  Não temos tempo a perder. / Nosso suor sagrado é bem mais belo que esse sangue amargo.  E tão sério e selvagem.  Selvagem. Selvagem. (...)” (Renato Russo)

- E aí, Mathias?!  Quanto tempo!!!
- Ei, Jão!  Meu anjo!  Como você tem passado?
- Eu tô bem !  E você?  Que cê anda fazendo de bom?
- Fazendo de bom, nada... Tô fazendo Letras, cara!  Acredita?
- Letras??!!  Tá tirando com a minha cara?!  (risos)  Desde quando um DOUTOR faz Letras?
- Desde quando ele PASSA em Letras...  Resolvi dar um tempo, meu.  Já tava ficando pirado.
- Bota pirado nisso!  Pirado de tudo!  Até entrou em Letras!  Quem te viu, quem te vê, heim Mathias!
- É a vida.....
- Que isso na sua mão?  Deixa eu ver....
- Tenho que refazer a leitura do poema dessa música. (Um saco.) E provar porque toda a existência do ser humano se resume a ser “tão sério e SELVAGEM...”
Pandora Ibsen
Enviado por Pandora Ibsen em 12/11/2006
Código do texto: T289398
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pandora Ibsen
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
7 textos (144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:03)