Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

dúvidas e amor. {?}

Lá estava ela...
No campo, embaixo da árvore temendo seus próprios medos...
Sentindo-se sozinha... Desamparada... Confusa...
'Quem vive de mentiras ?'
'Até onde podem ir ?'
'Até onde pode-se chegar assim ?'
Ela pensava e chorava, as lágrimas desciam pela face, passavam pela nuca, e pingavam no gramado.
Ela olhava os pássaros, entre os folhas que caiam no chão aos poucos.
Sentiu a doce brisa que vinha tentar acalmá-la e entre um feixe de luz do sol e outro tentava compreender o que havia acontecido...
Ela chorou ainda mais, desvairando-se em pensamentos, às vezes sem ao menos saber se valia a pena.
Retirou o anel do dedo, fitou-o e colocou-o novamente.
Depois de um tempo, pediu ajuda, não estava bem para continuar só...
E lá estava ela : A Doce Menina de Olhos Verdes...pronta para ajudá-la, para lhe encher de doces palavras, de carinho, e de conselhos...
Enquanto a garota falava e tentava ajudar, ela fitava os galhos secos das árvores e tentava absorver tudo que a Doce Menina falava e que entrava em seus ouvidos como se fossem música.
Já não estava mais chorando quando levantou-se e abraçou a Doce Menina de Olhos Verdes agradecendo por tudo.
[...]
Voltou à vida real.
Rostos desfigurados pela escuridão que os óculos escuros causavam numa sala com pouca luz.
Silêncio e Luz... Uma trilha sonora a embalou e ela lembrou de coisasa boas.
Escreveu uma mensagem, que a deixaria mais aliviada e que fez brotar em seu rosto um sorriso.
'Te amo calado como se ouve uma sinfonia... De silêncio e de luz...Saudades Anjo...'
E eis que chega a Menina Sorridente com um extraordinário sorriso estampado no rosto e com uma felicidade que parecia estar ali para ajudar naquele momento.
Ela olha a Menina Sorridente e vê que ela sorri pra ela e ao mesmo tempo sabe que o se passa em sua cabeça...
'O que você tem ?'
'O que houve ?'
Ela cala-se durante um tempo e tenta contar o que houve...
Volta ao mundo real e logo em seguida se depara com a Colombina, que sem querer e sem saber de nada também a faz rir...
E ela percebe estar cercada de pessoas que a querem bem...
Um sala, conversas jogadas fora, risadas, temas para um vídeo minuto, platonismo...
Mais risadas...
E lá esta ela com pensamentos soltos, agora não mais os mesmos que te fizeram chorar, mas aqueles que a fazem pensar que ela também merece ser feliz.
Frio, fotos e mais risadas...
Um telefonema que iria decidir o final da noite...
[...]
Ela vai pra cama, com uma rosa no travesseiro e um bilhete : Te amo !
Viviane Heleno
Enviado por Viviane Heleno em 17/09/2007
Reeditado em 17/09/2007
Código do texto: T655809
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Viviane Heleno
Itabuna - Bahia - Brasil
17 textos (5189 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 16:34)
Viviane Heleno