Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARIA DA PENHA

Naquela noite, João bebeu o que podia e o que não podia. Chegou em casa às três da madrugada. Chamou a mulher de vagabunda. A garganta, uma serra de álcool e rancor. O filho, assustado, gritou. João deu uma bofetada no menino, que quicou no chão. A mulher disse para ele não fazer aquilo. Batesse nela, não no menino, um inocente. João ameaçou matá-la e foi até a cozinha, aos tropeções. Pegou uma faca de cortar pão. Mas a mulher não quis apanhar naquela noite.
Ela meteu a mão debaixo da cama e puxou uma pernamanca. E aguardou a volta do bêbado. Ele entrou no quarto, faca em punho, boca fervendo de palavrões e maldições.
Magra, frágil, a mulher jogou toda a sua força no primeiro golpe. Um som de madeira quebrando ecoou. Mas não era madeira. Era o braço direito de João. Ele gritou um puta-que-pariu furioso e rolou pelo chão. A mulher pensou em chamar a polícia, mas, amanhã ou depois, João voltaria à rotina de beber, berrar, babar, bater.
João se ergueu e avançou. Outra pancada acertou o lado esquerdo de seu rosto. Os olhos da mulher, vermelhos como brasa. Ela deu outro golpe. E outro. A cabeça de João, uma alface vermelha aberta.
Morto? 
João ficou estatelado sobre o assoalho. Ela o tocou. Seus dedos manchados pelo sangue bêbado de seu amásio.
O menino veio e a abraçou. Não gostava de João. Não era seu pai. Era só um homem mau.
A mulher ergueu os olhos e pediu perdão a Deus.
Ela não sabe, mas Deus não aprecia os suicidas.
Uma mãe deve proteger a si e a seu filho.
João teve suas chances; desperdiçou-as numa adolescência sem fim, no fundo de um copo de cachaça.
A noite logo terminou. O sol da manhã apontou um novo caminho, doloroso, mas bem menos que o de antes.
James Vidal
Enviado por James Vidal em 19/09/2007
Código do texto: T659134

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (James Vidal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
James Vidal
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
101 textos (9844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:01)
James Vidal