Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amiga-irmã

Sabe aquelas amizades que aparecem do nada, e passados dois segundos já se transformou em algo indispensável?
Pois é... A amizade de Lia e Miriam era exatamente assim! As duas já não se consideravam mais amigas, e sim verdadeiras irmãs, que tinham como missão proteger e torcer pelo bem de ambas!
As duas se conheceram na melhor das fases de suas vidas: adolescência! E ficaram juntas até quando o destino as permitiu.
Certa vez Lia se apaixonou! Não era a primeira vez e nem seria a última, mas dessa vez era completamente diferente. Lia se apaixonou por alguém que mal conhecia; que a envolveu apenas por palavras e conversas no celular ou no Messenger. Rafael! Esse era o seu nome. O nome do novo ocupante do coração da garota.
Miriam queria que os dois se conhecessem de verdade, apesar de não sentir muito forte em seu coração que aquele relacionamento seria assim, digamos: duradouro, pois para ela, Lia estava “escrita” neste momento com uma outra pessoa, que logo mais falaremos sobre ele.
Mas como amiga Miriam não podia desapontar a amiga-irmã, e elas acabaram descobrindo que Rafael morava perto da casa de Miriam, facilitando assim, um encontro.
E houve uma grande oportunidade, Lia estava indo passar a noite na casa de Miriam para fazerem um trabalho escolar, quando Rafael à ligou, e disse que estava por perto de onde elas estavam.
Era difícil naquele momento saber qual coração pulava mais forte, se era o de Lia ou a da amiga. As duas estavam ansiosas, mas nada aconteceu! Rafael deixou a oportunidade “pra outro dia”.
Com o passar dos dias, Lia foi entristecendo, pois via que Rafael não era tudo que ela idealizava há tanto tempo, e que ele era um rapaz desanimado, que só tinha pensamentos para o trabalho. Não que isso fosse ruim, mas como toda mulher, ela queria e necessitava de atenção.
O relacionamento esfriou, eles pararam de se ligar e de ficar horas a fio numa conversa boba. Lia chorou, e Miriam enxugou suas lágrimas! Não deixou que uma desilusão quebrasse a esperança de vida da amiga-irmã, e assim seguiram as duas: juntas!
Mas não pára por aí!
Existe o outro rapaz que comentei no começo do conto: Alex!
Esse era o “sonho” de Miriam para sua amiga-irmã, mesmo não o conhecendo. Pelo o que Lia lhe contava, eles faziam um curso, juntos e eram do famoso tipo “entre tapas e beijos”, sabe? Lia lhe dizia, que eles só conversavam e que ele era insuportável; dizia que ele a chamava de insuportável e falava pra ela se distanciar dele, mas quando ela se distanciava ele suplicava para que ela voltasse. Ela não compreendia. Mas Miriam sim!
Miriam sentia no olhar brilhante de sua amiga-irmã, um amor crescendo, e podia sentir nos olhos de Alex que ela jamais vira, um amor recíproco!
O final? Ainda não aconteceu, mas Miriam torce para que seja breve.
Amizade das duas, era hora ou outra invejada ou admirada. Elas sentiam um amor uma pela outra, e sabiam que por causa de ambas, teriam belas histórias para contarem aos seus netos!
E assim elas vivem: desilusões, paixões arrebatadoras, segredos “de Estado” e conselhos sinceros.
Assim elas seguem: juntas!



*qualquer semelhança, não é mera coincidência*
Mariana Mancini
Enviado por Mariana Mancini em 05/10/2007
Código do texto: T681570
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mariana Mancini
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 25 anos
29 textos (16280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:15)
Mariana Mancini