Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vidas Breves VI

Ele sempre teve quem fizesse as coisas por ele. Havia nascido com dinheiro, em berço de ouro, como se diz. Sua vida era cercada de cuidados e empregados lhe perguntando o que queria.
Cresceu acreditando que era normal ser ajudado a se vestir e se banhar; nunca havia amarrado o seu calçado, nem abotoado sua blusa. Não sabia dar nó em gravata ou pentear os cabelos; quando jogava golfe não escolhia seu taco.
Seu pai era Consul e quase nunca podia estar com ele, mas ele não sentia falta disso. Sentia sim, saudades de sua mãe, que havia morrido quando ele era pequeno e talvez por isso, não se esforçasse por fazer nada sozinho. Nem mesmo quando naquele acidente, em que voltava do jogo de golfe, o seu carro se desgovernou caindo do viaduto direto nas águas que se chocavam furiosas na pedreira próxima de alguma praia. Apesar dos ferimentos, foi salvo com "vida", e continua hoje sendo ajudado a fazer tudo.
Agora haviam acabado as esperanças de se encontrar com a mãe, deveria esperar a hora, como qualquer outro. Como tentaria de novo deitado numa cama?...
gothmate
Enviado por gothmate em 29/11/2005
Código do texto: T78041

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (por gothmate igni delirium). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
gothmate
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
26 textos (1005 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:02)
gothmate