Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO NUMA NOITE DE VERÂO

Sonho de uma noite de Verão

Meu olhar vagueava no horizonte, meus olhos perdidos ao longo da Marginal, fixavam no infinito as ondas que se desfaziam contra o paredão. Sua espuma lembrava-me o algodão doce que antes tinha saboreado. Seu som, o grito de paixão que perdurava no meu coração…Seu aroma, hummmmmmmm, seu aroma, transportava-me para perto de um anjo que muito longe me esperava…
   Pendurada ao pescoço, a minha companheira de longas e divertidas borgas, balançava, dançando contra minha anca, num movimento sensual e provocatório.
  Parei, enchi meu peito, saboreei o momento, olhei para as estrelas dançando, tornando mais lindo todo este quadro maravilhoso, edílico mesmo, e sentei-me no paredão.
  Fecho os olhos, retendo tudo á minha volta, inspiro profundamente o perfume do mar, paixão que perdurava no meu coração.
  Afago a minha viola e, como uma mulher apaixonada, ela deixa-se envolver, sentindo meu abraço seguro e meigo, acaricio-a , sinto-a, e com paixão que transborda do meu peito dedilho-a, fazendo saltar notas calmas, serenas, harmoniosas. Ela corresponde, deixando que meus dedos a percorram na sua totalidade, lhe arranquem notas cada vez mais intensas, sintam sua alma, sua total existência.
   Como que por magia, sinto por detrás de mim uma presença, meu coração pula sem  motivo aparente, meus olhos continuam fechados, minha alma deseja que pressentimento seja real…
  Algo me diz que és tu …
   Retendo a respiração, viro lentamente a cabeça, num misto de nervosismo e ansiedade, os olhos, esses estão brilhantes, procurando a presença do teu corpo.
As mãos, antes quentes e seguras, tremem, tal como meu corpo se agita ao mesmo tempo que sinto um frio percorrer as minhas costas..
   Perto de mim, olhando fixamente estavas tu, linda, sorridente, calma como brisa quente que do mar soprava. Teu olhar terno e meigo, sorria para mim, assim como tua linda boca, mostrava um sorriso aberto, perfeito, envolvente.
  O teu corpo fazia-me lembrar uma deusa grega ou uma estátua de Leonardo, o teu vestido branco caía suavemente pela tua pele, deixando na contra luz, adivinhar tua forma escultural, teu corpo de mulher. Meu coração, batia ferozmente dentro do meu peito, sinto a minha boca secar, um nó na garganta se levanta, e os meus olhos teimosamente ficam húmidos, deixando rebolar duas lágrimas rebeldes que lentamente percorrem a minha cara.
   És tu, o meu sonho de verão, vem sonhar comigo!
Alma Lusíada
Enviado por Alma Lusíada em 19/04/2006
Código do texto: T141532
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alma Lusíada
Portugal
104 textos (18765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:57)