Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

convivência

      Quando esperáva-mos deitados para ver o por-do-sol você dormia e eu te acordava quando o ar estava livre e puro e as estrelas surgiam com a lua. você me olhava com aquele olhar de homem fatal e me dizia que nenhum outro lugar tinha uma noite como a nossa.Nos abraçava-mos e em seguida cantáva-mos para a lua.E quando as pessoas nos encontravam nos perguntavam a receita para a felicidade e vc dizia; E ter entusiasmo,simplicidade,amar a vida,cantar para as estrelas e tudo se tornará melhor em sua vida.Depois sáia-mos com a mensagem dada pelo mundo.No dia seguinte quando a vida não exigia muito de nós, nos aprisionáva-mos em nosso refúgio e o vento soprava lá fora e trazia sobre a janela o perfume das flores.Fazia-mos silêncio para ouvir o canto dos pássaros...como era bom. Depois colocáva-mos um filme e não tinha-mos vergonha em chorar pois não havia ninguém para ver nossas lágrimas. Planejáva-mos sonhos e parava-mos no tempo quando o assunto era morte.Olhava-mos um nos olhos do outro e concretizávamos um pácto...morrer sim, mais junto um do outro. Nos abraçávamos em beijos e fazia-mos algo que Deus criou em sua perfeição de mais bonito:O amor.
Enviado por dé em 24/08/2006
Código do texto: T224459
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
2 textos (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:33)