Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Cobra Encantada

        Essa história começou com uma mãe que não gostava nenhum pouco da filha. Para se livrar da pequena ela a jogou no rio, mas a menina não morreu afogada, ela sobreviveu, graças aos mistérios do rio que a transformou numa cobra.
O tempo passou, a cobra cresceu e se transformou no terror de todos os pescadores da região. Ouvia-se muitas noticias da cobra. Umas de que ela afundava embarcações, outras que matava e comia as pessoas. Mas muitos pescadores de outros lugares não acreditavam, achavam que aquilo era lenda, que não havia cobra coisa nenhuma e que aquela história deveria ser coisa de pescador que não queria trabalhar à noite, coisa de macho froxo. No meio desses pescadores que acreditavam nisso estava o senhor João Victor, um cabra metido a valente. Ele foi o primeiro que disse que ia lá matar essa cobra e comê-la assada no espeto, os outros ficaram rindo e dizendo que se ele fosse devorado por ela, eles iriam matá-la. João Victor disse que não iria ser necessário, que ele sozinho dava conta do recado.
E assim, um dia ele partiu para a cidade de onde vinham as noticias. Chegando lá ele ouviu muitas histórias sobre a cobra, de mães que tinham perdido filhos, de mulheres que tinham perdidos maridos, de filhos que tinham perdido os pais. João Victor começou a ficar com medo, mas mesmo assim, à noite seguiu para o rio a procura da cobra, passaram-se muito tempo e ele já estava quase desistindo, quando ouviu um barulho vindo com uma onda enorme para cima dele. Ele ficou com muito medo e se virou para pegar o remo da canoa e sair daquele lugar, mas não deu tempo, porque a cobra encantada já estava na frente dele com os olhos brilhando e a boca enorme aberta para devorá-lo. Com um único bote ela o agarrou, apertou até quebrar todos os ossos e o engoliu.
Como ele não voltou para a sua cidade, os amigos resolveram ir atrás, para saber o que tinha acontecido. Mas a única coisa que souberam foi que João Victor havia indo atrás da cobra encantada e não tinha voltado. Ouvindo isso os amigos dele não quiseram nem saber dessa história de irem matar cobra encantada.
   

Barbe
Enviado por Barbe em 03/09/2006
Código do texto: T232032
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Barbe
Marabá - Pará - Brasil, 22 anos
1 textos (532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:08)