Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Foi numa noite fria...

Saída da multidão, ela se dirigiu a mim. E sem o menor pudor tocou a minha mão. Logo estávamos entrelaçados, completamente envolvidos pelas nossa línguas tão ávidas de desejos.
Procuramos um canto mais escuro, onde quase não poderíamos ser vistos. Ela desceu a minha calça e continuou a exploração pelo meu corpo. Retribuí e senti o gosto inebriante acima de suas coxas.
Não me lembro do seu nome, nem faço idéia de como era o seu rosto, mas ainda guardo na língua o sabor de sua intimidade.
Eduardo Martínez
Enviado por Eduardo Martínez em 12/09/2006
Código do texto: T238621
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eduardo Martínez
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
14 textos (1456 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:40)
Eduardo Martínez