Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Criatura da Austrália

"A  C riatura  da  Austrália"

Estávamos na Áustralia de férias eu e meus amigos no deserto andando de gipe quando o pneu passou por uma coisa dura e redonda.
 Paramos para para ver o que era e nos deparamos com com um ovo de mais ou menos 30 centímetros
 Eu pensei que poderia ser uma criatura frágil mas era bem o contrário,era feia e mordia tudo o que via
então falei:
-deveríamos enterrar esta criatura novamente pois se ela crescer seria o fim da cidade de Sidney
 então me diseram que a criatura não iria crescer logo me acalmei
 Deixamos a criatura e saímos,dois dias depois do incidente voltamos e a criatura estava enorme,como tínhamos passado em um bar estávamos um pouco fora de si então um amigo chamado george pegou a arma de calibre 38 e começou a atirar no na criatura nada adiantava os tiros eram como beliscadas para uma criatura de quase 8 metros de altura
 Corremos então chamar os guardas da região mas eles não acreditaram então corremos pedir ajuda mas todos riam de nossas caras.Sem pensar o mais rico do grupo um tal de David comprou uma Win Chester com zoom equipada com localizador GPS,eletrônicos e tudo mais,pegou a liçenca da arma quase rasgando-a de raiva fomos com o Gipe até onde ficava a fera e David começou a despegar balas no animal mergulhou mais de 357 balas e ainda lhe restavam 143 balas mas seu braço já estava cansado de tanto atirar no animal gigante rapidamente um amigo de David pegou a arma e continuou o masacre ao animal quando paramos ele estava caído e ainda dificultadamente respirando.
 David e todos nós não acreditavamos como ele ainda podia estar respirando se nem um tanque de guerra de última geração iria aguentar tantas balas da Win Chester,que é uma espingarda muito forte,
corremos então para a loja de armas e compramos mais 200 balas.
 Começamos então o segundo masacre  ao animal gigante foi que ele não conseguiu mais aguntar a fúria da morte e devagar começou a parar de respirar seu coração começou a parar de de bater e ele morreu em cima da areia.
 Todos na hora ficaram com pena mas depois esquecemos a pena e só lembrávamos do rosto do animal
e sabiamos que nunca iríamos esquecer aquilo para sempre!!!
fim...
joni joni chagas
Enviado por joni joni chagas em 22/10/2006
Código do texto: T270982
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
joni joni chagas
Curitiba - Paraná - Brasil, 21 anos
4 textos (428 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:45)
joni joni chagas