Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO

SONHO

A noite estava linda, a abobada celeste estava salpicada de lindas estrelas cintilantes, que parecia que todas queiram namorar comigo, pois todas davam uma piscadinha olhando para mim.
Fiquei ali por longo tempo que mais parecia um minuto ou uma eternidade, não sei; contemplando aquele cenário lindo, maravilhoso, de uma beleza indescritível, que provocava em mim um enebriamento o que me levou a um torpor gostoso, até me conduzir a um sono profundo.
SONHEI, que uma multidão estava ao meu redor, brincando e convidando-me para entrar na brincadeira.
Prestando mais a  tensão vi que eram as estrelas que desceram do céu e a lua no meio da roda, brincava alegremente, espalhando seus raios por todos os lados, enquanto as estrelas cintilavam acolhendo o brilho da lua.
Ouvia-se o riso e a  alegria das estrelas numa brincadeira de roda, como crianças espalhando seu canto  uma linda harmonia, não pude compreender a letra, mas a melodia era algo inefável, que meus ouvidos nunca tinham se deliciado tanto como naquele momento.
Eu procurava entender, mas as palavras eram desconhecidas para mim, só pude entender   pelos sinais  que faziam umas as outras, que se divertiam e  que parecia  dizer que estava na hora de voltar.
Fiquei contemplando aquele desfile, a lua voltando a sua órbita, e as estrela de volta cada uma ao seu lugar, iam subindo formando uma linda fila, sem atropelamento e em ordem e parece que olhavam para trás como que se despedindo. Ainda fiquei olhando para o firmamento, vendo-as agora distante, mas ainda ouvindo aquela sinfonia de notas delicada, harmônica e prazerosa.
Uma brisa suave veio me despertar.
Olhei para o céu, lá estava as estrela, ainda cintilando, a lua continuava sua trajetória.
Iluminando, agora de longe, mas podia sentir seus raios chegando até onde  eu estava;;
Cobrindo-me com seu manto que tanto inspira os poetas a derramarem seus corações apaixonados, a escreverem seus versos  de amor seduzidos pelo esplendor da luz do luar.
Eu estava ainda extasiado com cenário do meu sonho, me deixei ficar  num tempo contemplativos, no desejo de trazer à memória todos os acontecimentos, que com certeza ficarão guardados para sempre na memória e no coração...

JARBAS M. POVOA 29-08-07



 
MARQS
Enviado por MARQS em 31/08/2007
Código do texto: T632510
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MARQS
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
198 textos (2491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:20)