Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A primeira vez

Esta história começa em uma terça-feira enluarada de primavera. Estávamos eu e o meu violão;  admirando um céu estrelado, quando de repente, não mais que de repente  um vulto branco sai da água, brilhando sob um céu que  te fez rainha. Seus cabelos acompanhavam o balanço do mar. Estava atônito, meus olhos pareciam não acreditar no que estavam vendo, era o mar, era o mar...aquela doce criatura me olhou e como se flutuasse, tamanha leveza, aproximou-se de mim, eras ainda  mais linda, vestida apenas com o seu banho. Tocou-me o rosto e me beijou, ah!! feste dia em meu luar, minhas mãos tremiam, estava em estado de hipnose.
Tremi os olhos e disse-lhe:
- Mulher como você nunca vi igual. Acho que nem o mar!
Com o mais doce dos olhares pediu-me que a beijasse, toquei o seu rosto como se tocam rosas e a beijei como se beijasse lírios;
Ela me interrompeu e pediu-me que  a beijasse com paixão
A envolvi em meus braços e cerrei os meus lábios nos seus como se nada fosse acontecer depois disso, como se o tempo fosse parar e me privar de tão raro momento. Deitei-a na areia fria e aqueci a madrugada até que se fez dia. Abri os meus olhos e lá estava ela, ainda mais bela, dormindo com um sorriso tímido nos lábios.
Eu a acordei como em todos os dias, com um beijo,na boca que eu há muito beijo,tocando o corpo em que eu há muito toco. Por que não importa quantas vezes eu a ame sempre a amarei como se fosse a primeira e a última vez..

medrado neto
Enviado por medrado neto em 08/09/2007
Código do texto: T643593
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
medrado neto
Salvador - Bahia - Brasil, 38 anos
14 textos (895 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 20:04)
medrado neto