Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Isso é Amor



Ele veio de lá parecia outra pessoa
É um rapaz educado, trata as pessoas como
Elas devem ser tratadas, com respeito, com
Igualdade, quando chegou aqui ninguém o conheceu

Ele era um rapaz que gostava de música, e tocava bem
Algum instrumento; só que o pai não concordava com
O seu tipo de talento era um dom que ele trouxe de
Berço; quando é assim não adianta ninguém querer
Puxar para trás.

O pai achava que música era coisa de vagabundo era o
Termo que ele usava com o garoto.
Um dia ele chegou da roça, tomou seu banho, e pegou
Um violão e foi tocar para divertir os amigos que se
Reuniam para vê-lo tocar; as meninas então apreciavam
Quando ele tocava e cantava;

Mas o pai era um casca grossa, que só sabia capinar para
Plantar e achava que ser homem era isso.não se sabe se
Não gostava, ou tinha inveja do filho; sabe-se que naquele
Dia, quando o jovem chegou, ele tomou dele o violão e o
Quebrou batendo nele com próprio violão.

O rapaz chorou se de  raiva, pena do seu violão ser quebrado,
Ou vergonha. O motivo só ele sabia qual era.
Conta alguns vizinhos que depois da família dormir ele saiu

E ninguém mais o viu.
Este jovem foi para o Rio de Janeiro lá encontrou apoio e
Seguiu a carreira que tanto sonhava; sua primeira decisão
Foi mudar o nome; usando um pseudônimo ele entrou em
Um grupo de sucesso, e passou a fazer sucesso com eles.

Ninguém na sua terra sabia do seu sucesso pois o nome era
outro e muito diferente; quando apareceu na cidade, todos
o estranharam, primeiro, porque ele estava diferente, e com
nome diferente e com dinheiro para comprar uma casa na
cidade de boa esperança vizinha ao local onde morava.

Quando fez isto, o pai recriminou sua atitude : - você fica
Tanto tempo fora, e quando volta, poderia colocar o dinheiro
Nas nossas terras, você compra casa, pra quê? Ele responde:-
Não pai, eu nunca imaginei que fosse  aceitar dinheiro ganho
Na vagabundagem; foi por isso, se eu soubesse teria feito
Diferente.

O artista comprou materiais, empreitou a reforma da casa,
Despediu-se da família e voltou  três meses depois ele voltou;
Trouxe a noiva uma moça que o ajudou quando estava na
Situação difícil ela o amparou e acreditou no seu potencial
Ela o acompanhou sem segundas intenções, quando um dia
Descobriram-se de forma diferente; descobriram que alem
De amigos tinha algo a mais.
Primeiro, eram duas cabeças que se entendiam descobriram
Que eram dois corações que se amavam, então, o que faltava?

Os pais dele gostaram também dela; ela sabia da história dele
E aceitou, ela sabia que o pai não aceitava sua vocação mesmo
Assim, o aconselhou a perdoar dizendo: - coloca-se em lugar de
Seu pai, ele não tem formação e por isso achava que teria de ser
Como ele! Para ele, se você vivesse como ele, poderia casar-se
E cuidar de uma família e isso para ele bastava; ele não teve sonho
Alem de comprar um pedaço de terra, e dele sobreviver; já você,
Teve oportunidade de sonhar.

Ainda que ele quizesse podar seu sonho, ele não teve culpa, perdoa-o
Isso é Amor.
e foi com esse amor que ela provou que era apessoa ideal; foi uma história com um final feliz
   


       
sterquini
Enviado por sterquini em 11/09/2007
Código do texto: T648276

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sterquini
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
490 textos (28341 leituras)
20 áudios (2918 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:24)
sterquini

Site do Escritor