Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Presa na Teia de Aranha

Entrei em desespero quando acordei e não consegui me mexer. Tentei prum lado, puxei pro outro. Não teve jeito. Estava presa numa teia de aranha. Fiquei alguns segundos pedindo aos deuses para que fosse apenas um pesadelo e que em algum tempo eu acordaria num susto, mas a tempo de ir pra escola encontrar meus alunos para mais uma viagem. E adiantou? Nada. Fiquei lá horas me puxando e me esticando e me encolhendo. Aliás, tentando. Porque eu mal conseguia me mover. Quando eu achei que não podia ser pior, a dona aranha resolve aparecer. Pensei logo: Me lasquei! Ela ficou assustava quando me viu. Me mandou ficar quieta. Imagina que desgraça se eu estrago o trabalho dela. Vê se pode?! Eu nem sabia o que eu estava fazendo lá e ela me vem cheia de ordens e desaforos. Mas como eu não tava em posição de vantagem, nem retruquei. Só pedi um socorro discreto e sutilmente desesperado. Ela me ajudou. Resmungando, mas ajudou. Consegui sair de lá viva e tentei explicar na escola o motivo do meu atraso. Acredita que eles ficaram me olhando incrédulos e estupefatos? A diretoria disse: Estou impressionada com o tamanho da sua imaginação! Minha imaginação não é nada comparada ao tamanho das patas da senhora aranha.
Aline Araújo
Enviado por Aline Araújo em 20/09/2007
Código do texto: T660626

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aline Araújo
Camaragibe - Pernambuco - Brasil, 30 anos
14 textos (275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 01:08)
Aline Araújo