Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escreve o riso

Apanhe o primeiro pedaço de papel a vista e um bocado de tinta fresca;
Estilhace o palco e cenáro de tuas estrelas;
Envolva-te somente com tua alma;
Aperte os cílios e esprema com toda tua força a lágrima abatida. Ela espera sua antecessora terminar o trajeto que começa na bochecha, escorrega no pescoço e finda rasa no peito.
Aguarde em sentinela a próxima doída como as de faca fincada na polpa da fruta;
Concentra tua força na ponta dos dedos e aperte-os na palma da tua mão. Sinta a unha rasgar a pele e deixe escorrer num vermelho intenso o que verte junto ao suor frio que te inunda até os pulsos.
Expulsa da garganta o brado mudo que atormenta teus sentidos;
Embale nos pulsos e antebraços tua canção e lance-a no próximo olho d'agua  que sem aviso inundará teus sapatos e meias.
Estenda os braços escancarando-os, até anunciarem tua dor nas juntas, revelando a velhice que fecunda nesse instante;
Estique, sinta, faça, ouse...
Te impulsionas para baixo e sinta dobrar os joelhos brandamente;
Depois, com toda tua potência em força, lance-se para o céu. [Com as quase-asas abertas, ainda].
Quando sentires o macio de uma nuvem à ponta do teu nariz ou de uma ave enxergares o avesso da pupila, poderás sentir-se tão alto quanto, cortando as nuvens e a bruma em nevoa que velozmente voam à tua direção. Após alguns minutos e macias batidas de asas, sobrevoará a tal ponto que na tua vista, estará apenas tu e tuas límpidas asas. Sem névoa nem bruma. Deslumbramento.
Então, ao deslizar em nuvens cortando-as em cada vôo e  e formando novas delas, arranque do teu pulmão o mais intenso sopro suave - e calmo.
Após viver todo essa vida entre asas e rasantes, poderás dizer que arrancaste do âmago o mais sincero e sapeca riso. Descrito num pedaço de papel qualquer com um mínimo bocado de tinta fresca.
Heloisa Rech
Enviado por Heloisa Rech em 24/10/2007
Reeditado em 13/11/2007
Código do texto: T707943

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Heloisa Rech
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 27 anos
27 textos (1038 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 12:09)
Heloisa Rech