Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLAGRAS NOTURNOS I

FLAGRAS NOTURNOS I

...Aconteceu, bem assim, os fatos ocorrerão e eu estava lá, presenciando tudo. Isso se deu quando fui levar minha esposa até o seu trabalho. Eu não me importo, e até gosto, pois é a hora em que ponho meus afazeres em dia. Sou professor de... Deixemos isso pra lá, não é importante agora. Ela, minha esposa, leciona em varias matérias do curso de Pedagogia de uma Universidade Pública do Estado... Mas o que eu tenho pra contar não diz respeito a nós, e sim, aos meus flagras noturnos. Não pensem que sou tarado ou ainda que, participo desses clubes de swing ou coisas parecidas com isso, onde trocam de casais. Nem que fico observando pessoas com um binóculo da janela do meu quarto. Nada disso. Sou apenas uma pessoa... comum, assim como você e você. Digamos que, só um pouquinho pra frente.
Mas vamos aos fatos. Certa vez estava eu sentado, dentro do meu carro, como normalmente faço todas as noites de segunda, quarta e terças feiras, esperando minha esposa no estacionamento dos professores dessa famosa Universidade Estadual.... O estacionamento dos mestres fica ao lado do auditório, com apenas um bico de luz em uma das extremidades, na frontal. Deixando todo o resto do estacionamento no absoluto e total breu.
Do local onde fico dá pra si ver toda a lateral do auditório, na visão do portão no sentido de quem entra ala leste, o local bem como por entre as pilastras da construção do mesmo, que por sinal esta novinho em folha, por ter sido inaugurado há pouco tempo, e posso presenciar diversos acontecimentos. Como quem entra e sai. Quem vai pra ala norte, fundos, fumar ou namorar. Dá pra se ver também professor (a) que chegando com alunas ou alunos. Do meu carro posso presenciar, de tudo isso um pouco. Pois bem, estava eu certa noite fazendo minhas pautas de chamada, como faço todas às vezes quando tenho que ficar esperando ate o termino das aulas, quando vejo aproximar-se um casal de namorados. Olha que não era horário de intervalo. Muito pelo contrário as aulas tinham iniciado naquele exato momento. Até ai isso era muito comum. Os dois caminharam até um dos pilares. Olha, não era um dos quatro pilares da educação. Ponto preferido dos casais pra namorar e... O rapaz bem trajado com uma calça jeans, tênis e camiseta da Universidade do Es... Continuemos. Ela, nossa. Ela era uma ruiva, alta e bem avantajada e de seios com um quadril que... Ah! Não posso deixar de dizer da paixão nacional. E não é cerveja. O bumbum... Aquilo e que era um bumbum... Um espetáculo de mulher... Fantástica visão. Coloquei minhas pautas de lado e... E me ajeitei bem no banco do carona. De modo a... a ter um ângulo melhor da situação. Peguei meu bloco de anotações e comecei a escrever os fatos que ia presenciando e que foram ficando cada vez mais picantes e quentes. Começaram a se beijar... era mão pra cá... era amasso pra lá... uma carícia mais ousada... Quando de repente começaram, ele encostado de costas pra parede. Levanta a perna, de forma a... a triangular no ângulo agudo ao dela, e ela encaixada nele. De compaço aberto. Assim.. de forma... É de perna aberta com uma movimentação constante de idas e vindas. Quando do nada surge o porteiro fazendo sua ronda noturna e acaba com a festinha...

LVS
Leonardo Vivaldo
Enviado por Leonardo Vivaldo em 08/12/2005
Código do texto: T82598
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Vivaldo
Gama - Distrito Federal - Brasil
28 textos (5127 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:35)