Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Casa Assombrada de Rostos

Era uma vez uma casa de rostos que ficava bem no centro da cidade de Breu branco. Ela vivia abandonada, até que um dia chegou uma mulher Erly e seu filho Vitor e foram morar nela. Logo que eles chegaram Erly desceu do carro junto com o filho, abriu a porta e entrou na casa. Ela estava cheia de teia de aranha, toda suja de sangue e tinha um monte de figuras de rostos de pessoas na parede.
Os dois acharam aquilo estranho, mas não se importaram limparam a casa e arrumaram os móveis. O tempo passou que eles nem perceberam, nisso já era noite e Vitor foi ao quarto para lavar as mãos, quando abriu a porta ele viu um monte de rosto com olhos abertos. Ele então começou a gritar.
Erly quando ouviu subiu correndo e perguntou o que estava acontecendo. Ele falou o que tinha visto e ela acalmou-o dizendo que ele estava imaginando coisas. Eles desceram e foram jantar e depois dormir.
Na manhã seguinte os dois tomaram café e Vitor saiu para conhecer alguns amigos depois voltou para almoçar. O dia passou rapidamente e à noite eles jantaram e foram dormir. Lá pelas 23:30 Erly acordou e ao abrir os olhos deu de cara com os rostos de olhos abertos. Ela então deu um grito desesperado chamando Vitor que veio correndo em seu socorro. Erly disse arrumando, rapidamente as coisas que havia visto os rostos. Nisso ela terminou de arrumar as coisas e os dois desceram correndo e foram embora.
Desde esse tempo ninguém nunca mais teve coragem de ir morar naquela casa e ela ficou conhecida como a casa  assombrada de rostos.

 
















Pimentinha
Enviado por Pimentinha em 15/08/2006
Código do texto: T217169
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pimentinha
Marabá - Pará - Brasil, 22 anos
1 textos (90 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:40)