Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CASA VERMELHA (PARTE I)

 Tudo aconteceu há muito tempo e eu fui o único sobrevivente da tragédia. Porém, sinto que não viverei muito, então lhes contarei minha história. Ah, quase esqueci de mencionar meu nome: Edson Lucas. Eu e meus irmãos Antonio e Denis, éramos muito indisciplinados e rudes com os empregados. Nosso pai, João Mendez, era um rico empresário.
 Nas férias de verão fomos à casa de nossa avó passar uns dias, era tudo meio estranho por lá, as paredes eram muito lisas, pareciam forradas com pele suína. Quem cuidava de tudo, do jardim às arvores era Ludino Carvalho, ele morava em uma modesta casa no fundo do quintal.
 Após dois dias de convivência, já estávamos brincando com a filha de Ludino e do jeito que ele nos olhava, parecia não gostar muito. Um dia, quando brincávamos às margens do rio, a filha do jardineiro apareceu por lá... Como éramos muito inconseqüentes a empurramos para dentro do rio! Por pura falta de sorte, ela não sabia nadar! A única coisa que ouvíamos enquanto ela se afogava era:

- Pai! Por favor... Ajude-me!

 Então, ela afundou... Seu pai ouviu os gritos, mas chegou tarde demais!

 Quando explicamos o que aconteceu à minha avó e ao Ludino, os olhos dele encheram-se de ódio. Era como se estivéssemos olhando a face do próprio demônio! Passou-se uma semana e fomos aos poucos esquecendo o que havia acontecido e tudo voltava ao normal.
Quanto a Ludino, o víamos pouco, até que um dia tudo mudou para nós! Foi no dia 22 de novembro de 1985, uma sexta feira.
Ao chegarmos em casa tivemos uma amarga surpresa...


Continua... Aguarde a parte II.
Felipe Corrêa
Enviado por Felipe Corrêa em 07/11/2006
Reeditado em 16/02/2012
Código do texto: T284911

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (André Felipe Cruz Corrêa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Corrêa
São Luís - Maranhão - Brasil, 27 anos
21 textos (1698 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:17)
Felipe Corrêa