Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Revelações de uma alma perdida

“Era obvio que as coisas não melhorariam!”.
Eu continuava a repetir isso em minha mente sentada na beirada da cama, observando o meu próprio reflexo no espelho...Reflexo esse que eu tanto odiava!
Com o cigarro quase no final, minhas lagrimas escorriam freneticamente em minha face sem eu nem perceber. A única coisa que eu realmente desejava era que essa dor acabasse.
A noite anterior havia terminado com todas as minhas esperanças de continuar vivendo!Eu tive a certeza de que as coisas nunca mais seriam da mesma forma...
No radio tocava uma musica qualquer do Iron maden, isso só me fazia lembrar de como eu sentia falta dos amigos metaleiros da época do colégio...
Uma ânsia veio com tanta força em meu ser que só tive tempo de correr para o banheiro...
“-Minha cara... a vida é assim... vodka é o melhor remédio!!!”
É realmente, eu precisava de um remédio...Mas não era vodka!!
Tomei um banho demorado, era o Maximo que eu poderia fazer para tentar relaxar!
Em quanto me secava, lembrei do vinho que estava na geladeira aguardando para ser consumido.Fui até a cozinha vestida apenas de calcinha e sutiã enchi uma taça e bebi tudo em 1 único gole!Servi me novamente, acendi outro cigarro e joguei me na cama.
As lembranças passavam como flash em meus olhos...O cheiro dele veio em minhas narinas...Olhei ansiosa para o relógio...”É realmente ele já estará chegando em qualquer minuto...”.
Era estranho...O homem por qual eu era apaixonada me mandado um amigo...Essa vida de prostituta já estava me enchendo...
 21hs...Já estava na hora...Vesti meu vestido vermelho colado, um corpete preto, uma bota de couro preto e me maquiei-me como um anjo sedutor...
O encontro de hoje seria o ultimo...Segundo o combinado...E então poderei pegar a grana e fugir desse país de merda para sempre...
Fui para o ponto de encontro, um barzinho não muito movimentado, bem aconchegante e cheio de pessoas estranhas...
Dirigi-me ao balcão que ficava na entrada e perguntei ao bar man
-Victor está me aguardando...
-ah... Claro...Siga-me...
O homem levou me para os fundos do bar, subimos uma escada e entramos em um quarto...
-Senhor...A mulher já esta aqui!
-Mande a entrar meu querido...
Meio sem jeito entrei no quarto...Fazendo o máximo para ser sexy...
O quarto era pequeno e meio sujo...Já era noite e eu não conseguia ver muitos detalhes...A cama de casal estava com os lençóis vermelhos que combinavam com as curtinhas, ”Que clichê” pensei.
Um homem veio por trás e começou a me fazer caricias no ombro e beijou levemente meu pescoço.Fui cedendo como se eu fosse a nota de uma melodia em um piano que o homem tocava com tanto amor.
Não tive muito tempo para perguntas...Ele já foi me agarrando e com uma força sobrenatural jogou me na cama.
Fizemos sexo... E depois de muito tempo nessa carreira consegui chegar ao orgasmo com um cliente...
 Quando já eram quase meia-noite percebi que não estávamos sozinhos no quarto...Não sabia o que fazer...O homem percebeu e sussurrou em meu ouvido em quanto metia em mim com mais força.
-Fique tranqüila!Eles não lhe farão mal...
Essas palavras foram com um remédio...Eu não conseguia ver mais nada em minha volta...
Foi quando reparei que uma das pessoas que nos assistia estava próxima de meu pescoço...E como se eu soubesse o que iria acontecer em seguida o ser encravou os dentes em minha veia...
Meu sangue escorria com muito fervor...O homem já não estava perto de mim...Eu estava só...Rodeada de seres estranhos que me observavam como um pedaço de carne...
A ultima reação que tive foi suspirar...

Quando dei por mim...Já estava morta...
Trinni
Enviado por Trinni em 02/10/2007
Código do texto: T677461

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Trinni
Finlândia, 26 anos
13 textos (629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 19:43)
Trinni