Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medo - Prólogo

Ela estava sentada em sua cama chorando. Já passavam das dez da noite, mas ela não sentia sono. A tristeza era grande demais pra deixar ela sentir outra coisa além. Grossas lágrimas escorriam de seus olhos num fluxo interminável. Mas por que ela estava chorando? A resposta para essa pergunta veio junto com pancadas na sua porta:

- Abra essa porta Camila! - gritava uma voz masculina -
Abra essa porta antes que eu a derrube!

Camila não sabia o que fazer. Mas de repente parou de chorar. Secou os olhos, ajeitou os seus cabelos loiros muito lisos e olhou para sua mesa de cabeceira. Uma tesoura brilhava sob a luz fraca de seu abajur. Ela pegou a tesoura e esboçou em seu rosto uma expressão decidida. Com muita cautela, avançou até a porta e a destrancou. Os socos pararam no mesmo instante. A porta se abriu e a silhueta de um homem grande apareceu entrecortada pela luz fraca que vinha do hall. Ele mal começou a andar em direção à Camila, quando ela correu o mais rapido que pôde e enterrou a faca com todo a força que lhe restava no peito do homem. Ele cambaleou durante alguns instantes antes de desmontar na cama de Camila. Ela olhou a cena durante exatos 5 minutos. Em seguida, como se uma força invisível a puxasse, ela desmaiou.

*Para que esta história possa fazer efeito, não perca os próximos capítulos!!*
Marcus Vinícius
Enviado por Marcus Vinícius em 18/11/2005
Código do texto: T73361
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcus Vinícius
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
12 textos (3298 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:49)