Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Milharal

                                                     
    Um repórter foi fazer uma reportagem em um grande milharal, mas se surpreendeu porque neste milharal não tinha ninguém... estava completamente abandonado!
    Neste local só tinha uma casinha branca com  madeira velha em cima, então não perdeu tempo e foi ver se tinha alguém naquela pobre casa. Quando ele chega lá não tinha ninguém, só cacos de vidro e muito sangue, o pior é que no quarto, na cozinha, no banheiro e até em partes grandes do milharal tinha rastros de sangue com digitais de vários tipos.
    Então foi procurar alguém  muito velha naquela região para falar o que aconteceu naquela casa.
    Então ele encontrou um tal de Carlos Zé  que tinha muitos anos de experiência naquela região, ele perguntou:
-O que foi que aconteceu com aquela família?
Ele respondeu:
-Foram assassinados.
Ele perguntou de novo:
-Por quem?
Ele respondeu:
-Não sei, só sei que um certo dia a menina Karla, filha do casal Mishella e João, falou para seu irmão Ruan que na noite passada tinha visto um homem de roupa amarela querendo falar com ela, mas ela não falou nada com ele, o menino sem querer acreditar nem ligou e foi dormir. No dia seguinte foi muito assustador, no milharal estava uma zoada que não dava de agüentar e todos os dias eles ouviam  isso.
Ele já tinha ficado satisfeito coma resposta.
    Ele, repórter, fica morando um bom tempo no local e ficou ouvindo sussurros na janela e  achou anormal, mas ficou até que muito tranqüilo...
    No dia seguinte foi procurar mais pessoas para falar sobre o que tinha acontecido, mas não achou porque todos já tinham morrido.
    Mais tarde ouviu de novo aquela zoada estranha na janela, e viu um vulto passando e viu um espantalho com uma faca na mão apontado para seu rosto e andando na sua direção rapidamente! Ele, o repórter, correu a cozinha para ver se encontrava uma faca, mas todas tinham sumido e não achou nenhuma, então correu para o milharal e correu tanto, tanto até que achou as facas junto com os corpos daquela família! mas antes de olhar para trás foi surpreendido  com uma facada nas costas, e ele ali morreu com uma facada nas costas!
    Passaram-se anos e o mistério nunca foi resolvido.
Passou-se 100 anos e então foi ai que descobriram que Carlos Zé era o grande culpado (o espantalho).
Vampiresca
Enviado por Vampiresca em 14/04/2006
Reeditado em 15/04/2006
Código do texto: T139108
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vampiresca
Imperatriz - Maranhão - Brasil
7 textos (825 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:21)
Vampiresca