Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Conto de Mário e Pedro

   Na varanda da casa de Pedro, em uma cidade no norte do Espírito Santo, seu amigo batia na porta chamando-o. Dona Clarice abriu a porta e, percebendo a expressão de pavor no rosto de Mário, perguntou o que havia, mas antes mesmo dela terminar de falar a última palavra, Mário entrou na casa correndo e subiu as escadas até o quarto de Pedro.
   Pedro, sentado na cama encostado na cabeceira, foliava um gibi de terror, quando ouviu a maçaneta da porta girar levou um susto. Mário entrou no quarto e sentou-se frente a Pedro dizendo:
- Eu consegui ver, finalmente eu vi!
- Conta outra, já estou me irritando com suas mentiras e...
- Eu falo sério, vem comigo e verá com seus próprios olhos!
- Mário, me deixa ler o gibi!
- Não, você vem comigo! – disse Mário puxando Pedro pelo braço.
   Pedro só deu de ombros e levantou-se dizendo:
- Eu vou, mas só pra te mostrar que é coisa de sua cabeça, que você não viu nada!
   Era noite de halloween, e no meio da floresta fechada os dois andavam em uma trilha estreita ao som de morcegos, corujas e outros animais noturnos. Quando chegaram em uma casa velha de madeira, Mário colocou o dedo nos lábios, fazendo sinal de silêncio a Pedro, e apontou para a janela de vidro. Pedro olhou para a janela e abriu bem os olhos, expressando surpresa. Mário disse com a voz baixa:
- Viu? Agora você acredita em mim?
- Bom...
- Me diz o que você vê!
- É só uma senhora preparando o jantar e...
- Não Pedro, você esqueceu do que minha avó disse?
- Não esqueci, ela disse que essa senhora mantém a tradição de reativar seu pacto com o demônio, todas as noites de halloween.
- E você sabe muito bem qual é o pacto!
- Ela tem que sacrificar a vida de alguém!
- Isso!
- Já chega Mário, eu vou voltar pra casa! – Pedro se vira e começa a retornar.
- Não! – Grita Mário.
- Você está louco? Ela deve ter ouvido!
   Pedro e Mário olharam para a janela e não viram a mulher.
- Viu só, ela saiu de lá, deve ter nos visto! – Diz Pedro.
   Mário começou a correr de volta à casa de Pedro, e Pedro correu atrás. Pedro escorregou e caiu, Mário olhou para trás e não o viu, assustado ele não parou de correr.
- Quando chegou na casa de Pedro esperou o amigo na varanda, mas Pedro nunca mais apareceu. – Conta o senhor de 86 anos, que está sentado na poltrona ao lado da cama.
- Essa história é verídica vovô? – pergunta a menina deitada na cama abraçada à boneca.
- Sim, minha filha!
- E como o senhor sabe?
- Eu estava lá! – Diz ele com os olhos molhados.

Fim
Edson Sodré
Enviado por Edson Sodré em 26/10/2006
Reeditado em 27/10/2006
Código do texto: T274054
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Sodré
São Mateus - Espírito Santo - Brasil
9 textos (396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:38)
Edson Sodré